Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn
Print Friendly, PDF & Email

Estado, país ou nação? Entenda as diferenças

Fonte: Pixabay.

Estado, país ou nação? Estes termos muitas vezes são usados de maneira intercambiável, mas não são sinônimos. É verdade que muitas vezes eles coincidem na vida real, mas nem sempre é o caso. Vamos entender as diferenças entre Estado, país ou nação?

Estado, país ou nação? Conceitos

Estado, país e nação são conceitos que abrangem aspectos diferentes e que nem sempre coincidem na realidade.

Um Estado é o conjunto de instituições que controlam e administram uma nação ou país e o seu ordenamento jurídico, ou seja, é uma definição de ordem jurídica. No caso do Brasil, isso seria um Estado que possui Constituição Federal, leis ordinárias, medidas provisórias, decretos, resoluções, portarias e toda uma hierarquia jurídica.

Uma nação é definida pelo conjunto de características culturais, tradições, língua, costumes, entre outros fatores, que formam uma identidade pela qual os indivíduos se identificam e se sentem partes de um grupo. As nações antecedem o Estado e tem um caráter mais subjetivo e humano. Um Estado pode ser formado por diversas nações, assim como uma nação pode estar dividida em diversos Estados.

Já um país é uma designação geográfica que normalmente coincide com um Estado, mas existem estados e nações sem países, como os Cavaleiros de Malta (Estado sem país) e os ciganos (nação sem país), respectivamente.

estado-país-nação

O Brasil é Estado, país ou nação?

Imagem da América do Sul, onde está o Brasil. Fonte: Pixabay.

O Brasil é um Estado que está localizado em um país na América do Sul e é formado por uma Federação de entidades subnacionais, que são os estados-membros, cada um com a sua própria cultura. Assim, caracterizam-se como “mini nações” que, juntas, formam o que chamamos de nação brasileira.

Há também as nações indígenas, com uma cultura muito diferente do que chamamos de “cultura brasileira”, mas que estão inseridos dentro do Estado brasileiro e localizados no país. Um caso interessante são as dezenas de tribos não contatadas no Brasil, que nunca tiveram interação com a civilização do “homem branco”: elas estão no país Brasil, mas fora do Estado brasileiro, pois nossas leis e instituições não chegam até eles.

Qual a diferença entre Estado e governo?

O Estado é o conjunto de instituições que controlam e administram uma nação e o seu ordenamento jurídico, como já explicamos. Por outro lado, o governo é a liderança que controla estas instituições, especialmente o Poder Executivo. Um Estado é permanente, no sentido de que não é esperado que seja alterado (mas pode ser), enquanto que governos vêm e vão de acordo com as eleições ou outras situações políticas.

Qual a diferença entre Estado e estado-membro?

Ao usar o termo “Estado” é importante não confundi-lo com os estados-membros da Federação Brasileira como São Paulo, Minas Gerais, Amazonas ou Pernambuco. Os estados-membros não deixam de ser “mini Estados”, mas uma parte de sua autonomia é delegada ao governo central, chamado de União, que é o Estado-soberano. No geral, o estado-membro será referido somente como estado (com inicial minúscula), enquanto que a instituição jurídica que caracteriza o Estado-soberano é chamado de Estado (com inicial maiúscula).

sistemas-e-formas-de-governo

RESUMINDO

Conseguiu compreender o uso dos termos? E as principais diferenças entre Estado, país ou nação? Para descomplicar mais, confira alguns exemplos pelo mundo:

  • O Canadá é um Estado que abriga duas nações: uma de origem francesa e outra de origem inglesa, sem contar os americanos nativos;
  • A Bélgica abriga pessoas com identidades nacionais holandesa, francesa e alemã;
  • A Escócia e o País de Gales, ambos os países com suas respectivas nações, estão inseridos dentro do Estado do Reino Unido, exemplificando assim o caso de países que não coincidem com Estados.

Você tinha ideia de que havia diferenças entre Estado, país ou nação? Compartilhe o aprendizado!

Nota: este conteúdo foi extraído e adaptado do Livro Urgente da Política BrasileiraBaixe o eBook gratuito agora mesmo para ficar por dentro dos principais conceitos da política! 

o-livro-urgente-da-politica-banner
Publicado em 12 de setembro de 2017. Última atualização em 14 de setembro de 2017.

Alessandro Nicoli de Mattos

Engenheiro em Elétrica, trabalha na área de exatas mas gosta de estudar História, Economia e Política no seu tempo livre. Dos três ebooks gratuitos que já publicou, “O Livro Urgente da Política Brasileira” é o último e busca explicar a política e o Estado brasileiros da forma mais objetiva e visual possível, como gostam os engenheiros. Acredita que na democracia é necessário participar, mas sempre com conhecimento de causa, e, assim, educar os conterrâneos sobre política também é exercer a cidadania.