Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn
Print Friendly, PDF & Email

Retrospectiva Politize! 5 eventos políticos em agosto de 2017

Agosto de 2017 começou pegando fogo: votação para denunciar ou não o Presidente, Forças Armadas ocupando cidades e parlamentares decidindo nosso próximo sistema eleitoral… Ufa! Como acompanhar isso tudo? Confira a Retrospectiva Politize! sobre os principais eventos políticos no país e no mundo.

Se preferir, você também pode conferir esse conteúdo em forma de vídeo:

1) Corrupção passiva: votação salva Temer de denúncia

2 de agosto: plenário da Câmara na discussão do parecer contra Michel Temer. Foto: Antonio Augusto / Câmara dos Deputados

agosto-2017-votação-temer

Logo nos primeiros dias do mês, pairou no ar a ameaça de acontecer um novo impeachment no país: o Presidente da República, Michel Temer, fora acusado de corrupção passiva pela Procuradoria-Geral da República (PGR), por ter supostamente aceitado suborno de Joesley Batista, empresário da JBS envolvido na Operação Lava Jato.

No dia 2, a Câmara votou o arquivamento da acusação formal da PGR, com placar final em: 263 deputados a favor, 227 contra, 2 abstenções e 19 ausentes. Assim, entre boatos de renúncia e de quem sucederia o cargo, Temer se manteve no poder. Especialistas notaram que, nos discursos dos deputados, houve predomínio de palavras como ‘Reformas’ e ‘Estabilidade’. No final do mês, uma segunda denúncia começou em sigilo e ainda não se sabe muito sobre a nova acusação.

2) Reformas: estagnações e principais votações

10 de agosto. Foto: Lula Marques/AGPT

agosto-2017-reforma-politica

Afinal, você sabe quais reformas estão em jogo?

Logo após a vitória na Câmara, Temer garantiu que o foco seria a Reforma da Previdência, a PEC 287, que altera o cálculo do benefício e das idades mínimas de aposentadoria, entre outras propostas. Enquanto o assunto ficou, na verdade, um pouco estagnado ao longo de agosto de 2017, entrou em jogo a Reforma Tributária, querendo reduzir 5 tributos para 2 impostos mais centrais e simplificados. Nada foi aprovado ainda.

Por outro lado, algumas propostas saíram do discurso e foram votadas na Reforma Política de 2017: é possível que já vejamos mudanças nas próximas eleições! Afinal, sistema eleitoral proporcional, distrital, distrital misto, distritãoVocê sabe qual é o melhor para o Brasil? Em 15 dias, lançamos 15 curiosidades sobre a Reforma Política nas redes sociais do Politize! Acompanhe para ficar por dentro também das outras propostas, como financiamento de campanhas, coligações partidárias, mandatos parlamentares e muito mais.

3) Ocupação militar no Rio de Janeiro

21 de agosto: Forças Armadas reforçam a operação deflagrada pelas polícias em oito comunidades do Rio de Janeiro. Foto: Vladimir Platonow / Agência Brasil

agosto-2017-militares-rio

Caso de guerra ou não, a cidade do Rio de Janeiro teve suas ruas ocupadas por fuzileiros navais e tanques de guerra, principalmente em comunidades dominadas por organizações criminosas e tráfico de drogas. Na tentativa de combate à alta criminalidade na região metropolitana fluminense, as Forças Armadas e as polícias federal e estadual executaram a Operação Onerat (carga, em latim), que visa desarticular o roubo de cargas e a venda de drogas ilícitas. A meta é cumprir 55 mandados, sem previsão para a retirada oficial das tropas.

4) Extremismos nos EUA e na Espanha

Agosto de 2017 também foi o mês da marcha neonazista nos Estados Unidos e do atentado terrorista em Barcelona, Espanha. O grupo extremista Estado Islâmico reivindicou a autoria do atentado na Europa, que matou 13 pessoas e feriu mais de 100, em um atropelamento em massa. Uma semana antes, uma marcha considerada de extrema direita tomou a praça de uma cidade em Virgínia, EUA, com placas que incitam o ódio contra imigrantes, gays e negros.

Houve confronto com o movimento antifascista e a intervenção da polícia, com 1 morto e dezenas de feridos. O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a defender publicamente a política migratória que proíbe a entrada de cidadãos de sete nacionalidades em seu país.

5) Amazônia: a exploração de riquezas aberta ao mercado

Amazônia brasileira. Fonte: Pixabay

agosto-2017-amazonia

No final de agosto de 2017, uma região amazônica rica em ouro, ferro, cobre, manganês e outros minérios foi liberada para a extração comercial, em um decreto do governo federal. No entanto, para isso, uma reserva ambiental foi extinguida, totalizando 47 mil quilômetros quadrados de terras indígenas e unidades de reservas biológicas que estavam protegidas desde 1984. Entre o Pará e o Amapá, a área poderia sofrer com desmatamento, garimpo e contaminação de rios, segundo ambientalistas, devido à mineração. Além disso, os povos indígenas e os vilarejos próximos estariam ameaçados.

A Justiça Federal suspendeu esse decreto e o governo federal emitiu nota com a intenção de levar o debate ao público e aos parlamentares, voltando atrás na sua decisão.

Para a próxima Retrospectiva Politize!, aguardamos o desenrolar do pacote de concessões e privatizações do Presidente, a definição do Orçamento da União para 2018 e os próximos capítulos sobre a Amazônia. Lembrou de mais algum evento em agosto de 2017? Comente!

crowdfunding
Publicado em 1 de setembro de 2017.

Clarice Ferro

Graduada na Escola de Comunicação da UFRJ e editora de conteúdo no Politize!