Posts

Monitorar o poder público funciona?

Monitorar o poder público funciona? Veja a resposta de quem entende do assunto: a Marília Transparente, organização que fiscaliza os órgãos públicos de Marília há 10 anos!

Por que é importante falarmos em cidadania?

Cidadania

A Constituição Federal – promulgada em 1988 – ficou conhecida como Constituição Cidadã e tornou-se o principal símbolo da redemocratização no país. Fonte: Arquivo Agência Brasil.

O conceito de cidadania é uma ideia dinâmica que se renova constantemente diante das transformações sociais, dos contextos históricos e principalmente diante das mudanças de paradigmas ideológicos. A cidadania conhecida na antiguidade clássica não é a mesma cidadania pela qual lutamos hoje e nem  a que aspiramos concretizar nas gerações futuras.

As ideias iluministas foram muito importantes para o desenvolvimento do que hoje entendemos por cidadania. Os filósofos iluministas, sobretudo John Locke, Voltaire e Jean-Jacques Rousseau, formularam as bases para a percepção moderna da relação entre Estado e indivíduos, ao conceber o ser humano como um indivíduo dotado de razão e de direitos intrínsecos à natureza (“direitos naturais”), como o direito à vida, à liberdade e à propriedade. Desta forma, abriu-se espaço para o nascimento do Estado de Direito.

A base para a concepção de cidadania é a noção de Direito. E a história do desenvolvimento da cidadania está relacionada à conquista de quatro tipos de direitos: os direitos civis, políticos, sociais e humanos.

Há muito tempo cidadania deixou de ser simplesmente o direito de votar e ser votado e assumiu a luta pela educação de qualidade, saúde, informação, poder de participação na vida pública, igualdade de oportunidades, etc. Desta forma, a história da cidadania foi por muitas vezes confundida com a história das lutas pelos direitos humanos.

Veja também: qual a importância de se interessar por política?

Mas afinal, o que é ser cidadão?

Ser cidadão é compor-se a uma sociedade. O homem é um ser essencialmente social que se encontra inserido em um conjunto de redes sociais mais amplas (família, amigos, vizinhos, etc.) na qual adquire sua identidade enquanto ser humano e os meios fundamentais para a sua sobrevivência.

Ser cidadão é ter consciência de que é um sujeito de direitos. Direitos à vida, à liberdade, à propriedade, à igualdade, enfim, direitos civis, políticos e sociais. Entretanto, cidadania pressupõe também deveres. O cidadão tem que ser consciente das suas responsabilidades enquanto parte integrante de um grande e complexo organismo que é a coletividade e, para que alcancemos o bom funcionamento, todos têm que dar sua parcela de contribuição. Somente assim se chega ao objetivo final, coletivo: a justiça em seu sentido mais amplo, ou seja, o bem comum.

A cidadania expressa um conjunto de direitos que dá a pessoa a possibilidade de participar ativamente da vida e do governo do seu povo. Quem não tem esse direito está à margem ou excluído da vida social e da tomada de decisões.

Você sabe o que são direitos humanos? Descubra agora!

E hoje, a quantas anda nossa cidadania?

No Brasil o conceito de cidadania também passou por um processo evolutivo, sendo a cidadania plena um objetivo a ser alcançado.

Desde a abolição da escravatura, da conquista do voto feminino, passando pelo período de redemocratização do país, do movimento das “diretas já”, do impeachment do Collor até a efetivação paulatina de direitos sociais, temos conquistado espaços de maior presença dos cidadãos na condução do destino de nosso país.

Será que ainda existe escravidão no Brasil? Clique para saber!

A Constituição da República de 1988 foi, sem dúvida, um dos marcos deste avanço. Apelidada de Constituição Cidadã, foi a partir de 1988 que novos instrumentos foram colocados à disposição daqueles que lutam por um país cidadão, como por exemplo, o sufrágio universal, o voto direto e secreto, além do surgimento de estatutos como o Estatuto da Criança e do Adolescente, Estatuto do Idoso, etc.

Mas ainda assim a cidadania é uma conquista diária. Não há como compreendermos o conceito de cidadania sem considerarmos seus vários aspectos e relacionarmos a com os direitos humanos, com a democracia e com a ética.

Cidadania implica vivermos em sociedade, na construção de relações, na mudança de mentalidade, na consciência e reivindicação dos direitos, mas também no cumprimento dos deveres. Isto não se aprende com teorias, mas na luta diária, nos exemplos e principalmente com a educação de qualidade, grande propulsora para que o indivíduo possa desenvolver suas potencialidades e conscientizar-se de seu papel social que pode e deve fazer a diferença na construção de uma sociedade mais justa, livre e solidária.

Se interessou por este assunto? Então confira os seguintes conteúdos também:

Buscando promover ainda mais o conceito de cidadania consciente, o Politize! fez uma parceria de conteúdos em vídeos com o canal Poços Transparente. Assista ao vídeo abaixo para entender melhor. Depois, acesse www.youtube.com/Politize e aproveite os vídeos para aprender ainda mais!

Para você, o que é ser cidadão? Conta pra gente nos comentários!

 

banner

Publicado em 20 de junho de 2016. Atualizado em 5 de novembro de 2019.

Stephanie Espindola

Redatora voluntária do Politize!

Como participar da formulação de políticas públicas?

Veja algumas formas bastante práticas de participar do processo de formulação das políticas públicas no Brasil.

Conheça a Virada Política

Não deixe a política apenas nas mãos dos políticos! Conheça a Virada Política, um evento que vai trazer novas visões sobre a política para você.

6 motivos para ser um voluntário – e 2 ferramentas para você se engajar agora mesmo!

Por que ser um voluntário? Como encontrar uma oportunidade de voluntariado? As respostas a essas perguntas estão neste post!

Concurso Causas Comuns do Instituto Cidade Democrática

Conheça o Concurso Causas Comuns, promovido pelo Instituto Cidade Democrática, mais uma chance de você apresentar suas ideias para uma cidade melhor!

A LAI na prática: conheça o Instituto Nossa Ilhéus

Em outro post falamos sobre a Lei de Acesso à Informação, um dos maiores marcos da história da transparência na administração pública no Brasil. Mas você pode se perguntar: como eu faço isso, aqui mesmo na minha cidade? Vamos apresentar o trabalho de uma organização que colocou a LAI na prática: o Instituto Nossa Ilhéus.

O que você tem a ver com a política?

No dia-a-dia, quando se fala de política, geralmente se pensa nela como uma coisa ruim e distante, como se fosse assunto apenas para os especialistas ou políticos. Ou então até mesmo, pensamos que a política só se restringe ao voto. Mas será que é isso mesmo?

Reforma política: construindo a política que queremos

Quer saber mais sobre a reforma política? O Politize! preparou vários conteúdos para você se aprofundar no assunto.