O que significa aculturação?

Publicado em:
Compartilhe este conteúdo!

Os processos de aculturação podem decorrer de vários fatores e impactar a vida das pessoas em diferentes esferas. Começando pelas vestimentas, isso pode se estender a outros elementos que transformam profundamente o modo como as pessoas se percebem. Alguns desses elementos são o dinheiro, o idioma, a escola e a religião.

Na Europa, entre os séculos XVIII e XIX o termo germânico “Kultur” foi utilizado para simbolizar os aspectos espirituais de uma comunidade, enquanto a palavra francesa “Civilization” se referia principalmente às realizações materiais de um povo. A aculturação é um conceito antropológico e sociológico relacionado ao contato entre duas ou mais culturas distintas.

Quais são os principais afetados em um contexto de aculturação? Quais os prejuízos para a cultura e a história do país? Neste texto a Politize! vai te explicar sobre aculturação e transculturação. Continue lendo para entender!

Leia também: Cidadania, Cultura e Sociedade

Imagem: Freepik

O que significa aculturação e quem são os principais afetados?

Aculturação significa, de acordo com o dicionário Michaelis:

a·cul·tu·ra·ção

sf

Antrop

1 Adaptação de um indivíduo ou de um grupo a uma cultura diferente com a qual mantém contato direto e contínuo; aculturamento.

2 Conjunto de fenômenos resultantes do contato direto e contínuo entre pessoas de culturas diferentes.

A cultura se desenvolveu simultaneamente ao equipamento biológico e é compreendida como uma das características evolutivas da espécie humana. Esse conceito amplo engloba conhecimentos, valores, práticas, hábitos, comportamentos e crenças de determinado povo. A cultura é dinâmica. As mudanças podem ocorrer de maneira sutil e gradativa, mas também podem ocorrer de maneira drástica e repentina.

O processo educativo pelo qual os membros de uma sociedade tomam consciência da própria cultura é chamado endoculturação. A partir desse reconhecimento tornam-se participantes ativos das práticas culturais de seu contexto sociocultural.

A aculturação, por sua vez, é um conceito polissêmico. Adquire significados em diversas áreas do saber, possuindo múltiplas designações. Na psicologia, por exemplo, o termo é usado no sentido de “assimilação”. Na antropologia, este é um processo que leva indivíduos a assumir, completamente ou parcialmente, os modos de cultura de um outro grupo.

Em 1935, o termo apareceu em um manifesto redigido por três antropólogos americanos na revista “American Antrhopologist”. Segundo os autores, a aculturação reúne o conjunto de resultados gerados pelo contato contínuo entre grupos culturais distintos. Assim, ocorrem as modificações nos modelos culturais iniciais de um ou ambos os grupos.

A aculturação também já era utilizada no início do século XX, pela antropologia alemã, para nomear o processo de mudança cultural provocada por agentes externos. Influencia o ambiente, o comportamento, as novas tecnologias e também transcende esses mecanismos de mudanças.

Se duas ou mais culturas interagem modificando-se ou formando uma nova cultura, ocorre aculturação. Essas mudanças podem ocasionar danos à estrutura sociocultural modificada.

O processo de troca entre culturas diferentes a partir de sua convivência, de forma que a cultura de um povo exerce influência sobre a construção cultural do outro é amplamente compreendido como aculturação. Quando influenciados por diversos elementos, grupos sociais distintos formam novas estruturas culturais e agregam novas práticas, conhecimentos e comportamentos.

A aculturação direta ocorre quando os processos de mudança cultural são realizados de forma forçada ou imposta. Já a aculturação indireta se refere às mudanças que ocorrem indiretamente através dos meios de comunicação, por exemplo. Veículos como televisão e rádio influenciam grupos sociais a agir e pensar de determinada forma, ainda que tenham ideologias diferentes. Mas quais são as consequências dessas interações?

Prejuízos da aculturação

O contato entre padrões culturais diversos revela relações de poder entre grupos – dominadores e dominados – como ocorreu durante a colonização das Américas portuguesa e espanhola. Nesse contexto, as mudanças são ainda mais aceleradas e geram consequências negativas, como desorganização e desagregação social. Essa ruptura gera o enfraquecimento dos laços sociais e a dificuldade de se identificar com o novo contexto sociocultural.

Saiba mais sobre: colonialidade e decolonialidade

Darcy Ribeiro considerava a desculturação, também conhecida como deculturação, como a primeira etapa da aculturação. Este conceito desenvolvido pelo próprio antropólogo e político brasileiro, se refere ao processo de perda gradual de traços culturais de um indivíduo ou grupo ao se adaptar a uma nova cultura.

A enciclopédia “Europea” retrata a “aculturação” de maneira negativa: é a absorção e a dissolução destrutiva das diversidades étnicas e culturais de alguns grupos dentro de um único modelo homogeneizante. A cultura que se projeta como dominante busca impor seus constumes aos demais. Este impacto deformador se manifesta como um instrumento de colonização baseada no etnocentrismo.

Na área da antropologia, a maioria dos autores considera que a aculturação é sempre um fenômeno de imposição cultural. Por isso, do processo de aculturação podem decorrer danos significativos quando a interação assume caráter violento. Especialmente quando o grupo dominado tem sua cultura desvalorizada pelo grupo dominante.

A aculturação é um processo recorrente na história da humanidade, com inúmeros exemplos ao longo dos séculos. Apesar de sua recorrência, a aculturação, enquanto ferramenta da colonização, não deve ser interpretada como um processo natural.

Os inegáveis prejuízos causados a diversas comunidades não podem ser naturalizados. Contudo, reconhecer a incidência da aculturação como consequência das interações interculturais é fundamental para a recuperação da identidade e da cultura dizimadas.

Saiba como ocorreu a formação do térritório brasileiro!

Transculturação

O antropólogo cubano Fernando Ortiz Fernández (1881-1969) é considerado o precursor do conceito de transculturação, que surgiu no contexto dos seus estudos sobre o contato cultural entre diferentes grupos. Ao longo dos anos, o significado do termo transculturação passou por alterações, principalmente em relação à sua aplicação. Inicialmente, o conceito era interpretado como um processo gradual que culminava na aculturação.

Gradualmente, a transculturação passou a descrever alterações culturais que se desenvolveram ao longo do tempo. Nesse contexto, a transculturação não implica necessariamente a existência de conflitos entre as culturas em contato. Ao contrário, a transculturação se configura um processo de enriquecimento cultural. As trocas culturais se desenvolvem em diversas fases, durante as quais, inevitavelmente, também se perdem elementos das culturas de origem.

Você já conhecia esses conceitos? Já pensou em quantas culturas foram apagadas desde a História Antiga em razão da colonização, das guerras e da disputa por território? Já pensou que resgatar essas culturas pode ser uma maneira de reinterpretarmos o mundo? Deixe sua opinião nos comentários!

Referências:

GoCache ajuda a servir este conteúdo com mais velocidade e segurança

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este conteúdo!

ASSINE NOSSO BOLETIM SEMANAL

Seus dados estão protegidos de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)

FORTALEÇA A DEMOCRACIA E FIQUE POR DENTRO DE TODOS OS ASSUNTOS SOBRE POLÍTICA!

Conteúdo escrito por:
Feminista, ambientalista, poeta, ativista pelo veganismo popular, graduanda em ciências socioambientais pela UFMG, cozinheira amadora e advogada com especialização em políticas públicas para a redução da desigualdade. Gosto de conversar sobre economia política, comida, saúde e bem viver.

O que significa aculturação?

21 jul. 2024

A Politize! precisa de você. Sua doação será convertida em ações de impacto social positivo para fortalecer a nossa democracia. Seja parte da solução!

Pular para o conteúdo