Última atualização em 07 de abril de 2019.

Comunismo

Este é o sétimo texto de uma trilha sobre correntes de pensamento político e trata especificamente sobre o comunismo. Veja os demais textos desta trilha: 1 – 23 – 4 5 6 8 9

Ao terminar de ler este conteúdo você terá concluído 77% desta trilha 🙂

O comunismo é uma ideologia política e socioeconômica que pretende estabelecer uma sociedade igualitária, por meio da abolição da propriedade privada, das classes sociais e do próprio Estado. Embora a ideia de igualdade baseada no fim das classes tenha sido defendida por filósofos desde a antiguidade, o comunismo está associado sobretudo à teoria dos pensadores Friedrich Engels e Karl Marx. Entenda como surgiu o comunismo e quais são as principais ideias defendidas pelos adeptos a essa ideologia.

Se você preferir, também pode conferir esse conteúdo em formato de vídeo:

Os ideais de igualdade na antiguidade e na era medieval

Embora Marx e Engels sejam apontados como os precursores do comunismo, os ideais de uma sociedade igualitária podem ser encontrados desde o período da antiguidade clássica. Em uma de suas obras mais importantes, intitulada A República, Platão formula um modelo de sociedade ideal, baseada na extinção da propriedade privada e da família. Segundo o filósofo, o fim da propriedade privada causaria o fim do conflito entre o Estado e o cidadão em particular, e a abolição da família teria como resultado uma maior devoção do indivíduo ao bem público.

Na sociedade idealizada por Platão, não existiriam vínculos matrimoniais e os filhos gerados pelos cidadãos, além de desconhecerem os seus pais, ficariam sob o cuidado permanente do Estado, que garantiria seu sustento e educação.

Com o passar do tempo, esses mesmos ideais foram constantemente reformulados. Entre os séculos XII e XV, grupos dissidentes da Igreja Católica pregavam o repúdio à propriedade privada e aos bens materiais em geral, a convivência humana em padrões de uma vida simples e a necessidade de uma vida comunitária, onde todos deveriam trabalhar e conviver em igualdade. Destacaram-se nessa corrente o abade Joaquim de Fiore, o franciscano frei Dolcino e o protestante Thomas Munzer.

O comunismo na idade contemporânea

No século XIX, a Revolução Industrial transformou o contexto econômico e social dos países europeus. Ao mesmo tempo em que ocorria um pleno desenvolvimento do novo sistema capitalista, boa parte da população vivia em condições de miséria e exploração. Buscando uma solução para os diversos problemas que atingiam as sociedades na Europa, intelectuais da época passaram a propor sistemas políticos e econômicos que fossem uma alternativa ao sistema capitalista. Uma dessas proposições foi o comunismo, que está no cerne da teoria marxista.

Situado dentro do socialismo científico, o marxismo é uma corrente de pensamento criada por Karl Marx e Friedrich Engels. Para eles, em todas as épocas da história a sociedade foi marcada por uma luta de classes, sendo essa relação caracterizada pelo antagonismo entre uma classe opressora e uma oprimida. Na sociedade capitalista, essas classes são representadas respectivamente pela burguesia, que detém os meios de produção e por consequência boa parte da riqueza gerada, e o proletariado, que nada possui além da própria mão de obra, vendida como mercadoria ao proprietário do capital.

De acordo com a teoria marxista, os trabalhadores são tidos como uma mercadoria como qualquer outro artigo comercial, submetidos à concorrência e às oscilações do mercado. Nas fábricas, são amontoados e vigiados, tratados como servos da classe burguesa, do Estado burguês e do proprietário da fábrica, que possui como único objetivo o lucro.

O socialismo marxista propõe a abolição da propriedade privada, a socialização dos meios de produção, o fim da divisão de classes e a abolição da exploração do trabalho. Para Marx e Engels, quando a classe proletária fosse capaz de tomar consciência da sua situação e buscar uma organização de luta, assumindo o poder e administrando o sistema de forma justa e em prol de todos, as classes sociais seriam abolidas e com ela chegaria ao fim também o Estado. A partir desse momento, a sociedade estaria preparada para o sistema comunista.

Você sabe o que é o socialismo?

Qual a diferença entre socialismo e comunismo?

Comunismo

Embora o socialismo e o comunismo sejam frequentemente tratados como sinônimos, existem algumas diferenças entre eles. Na teoria marxista, o socialismo é uma etapa para se chegar ao comunismo.

No sistema socialista, o Estado e o governo se mantêm no controle da vida social. Contudo, diferente do capitalismo, o Estado seria conduzido pelos trabalhadores e a produção e distribuição de bens controlados nas mãos do governo, que organizaria um sistema de igualdade e cooperação.

O comunismo, por sua vez, trata-se de um estágio posterior ao socialismo, quando já havendo igualdade absoluta entre os cidadãos, o Estado poderia ser abolido, eliminando as formas de opressão social, e a sociedade encontraria formas de se auto regulamentar. Assim, os trabalhadores se tornariam proprietários do seu trabalho e dos bens de produção.

Qual a diferença entre comunismo e anarquismo?

Já entendemos que a sociedade sem classes, a abolição do Estado e o fim da propriedade privada são importantes objetivos dos adeptos ao comunismo. Mas esses princípios podem ser vistos também em uma outra corrente de pensamento: o anarquismo. Por apresentarem propostas semelhantes do que seria uma sociedade ideal, pode ser um pouco difícil distinguir as duas correntes ideológicas. Vejamos a principal diferença.

O anarquismo é uma filosofia política que busca a eliminação total de todas as formas de coerção. Seus adeptos são contra qualquer tipo de ordem hierárquica que não seja socialmente aceita e defendem uma organização baseada na livre associação.

A principal diferença entre o comunismo e o anarquismo está no processo por onde se atingirá a sociedade ideal. No anarquismo, isso ocorreria de forma abrupta, em uma passagem direta do capitalismo para o novo sistema. Alguns autores, como o russo Mikhail Bakunin, defendem que essa mudança através de uma revolução violenta. Para Pierre-Joseph Proudhon, a passagem deveria ser pacífica, baseada na fraternidade e na cooperação entre os homens.

Já no comunismo, a sociedade ideal seria alcançada por meio de um processo de transição formado por três etapas: primeiro a superação do capitalismo através da revolução, decorrente da tomada de poder pelo proletariado; em seguida, o socialismo seria estabelecido; e por fim se chegaria ao comunismo. O comunismo só pode existir após o estabelecimento do sistema socialista.

Aqui você confere tudo sobre o Anarquismo!

A sociedade idealizada por Marx e Engels nunca chegou a ser implementada em nenhum país. Embora o sistema socialista tenha sido adotado por algumas nações, até então nenhuma delas conseguiu atingir a etapa final, que é o comunismo. Muito se discute se esse modelo seria possível ou apenas uma idealização. E você, acha que o comunismo pode ser implementado? Comente!

Referências:

MARX, K; ENGELS, F. Manifesto do partido comunista. São Paulo: Martin Claret; 2014.

26 comentários

  1. O que é Estado Laico? - Estudando em Londrina em 27 de junho de 2017 às 2:14 pm

    […] combate. Exemplos de ateísmo de Estado podem ser encontrados em experiências socialistas ou comunistas do século XX: União Soviética (URSS), Cuba, China, Coreia do Norte, Camboja, entre […]

  2. “Comunista, vai pra Cuba!!” - Vós em 17 de outubro de 2017 às 3:18 pm

    […] fui fazer algumas pesquisas para propor reflexões a respeito. A verdade é que o tão temido comunismo nunca foi aplicado em nenhum país, por prever o fim do Estado, com a chegada da igualdade absoluta […]

  3. O que é Comunismo? em 7 de março de 2018 às 4:23 pm
  4. Socialismo - A ideologia facínora - QUESTIONE-SE em 29 de abril de 2019 às 1:44 pm

    […] igualitária. Quando isso acontecesse, estaria assinalada a passagem do socialismo para o comunismo. Portanto o Socialismo seria um estágio inicial para se implantar o Comunismo. Na prática no […]

  5. ana clara em 30 de abril de 2020 às 2:11 am

    ótimo texto.

  6. Wellington Lima em 1 de maio de 2020 às 10:10 am

    Ser comunista hoje em dia é muito mais simples: basta falar mal de Bolsonaro.

    • Matilde em 3 de junho de 2020 às 1:06 am

      kkkkk além de falar mal, discordar de uma vírgula que ele fala, aí vem a expressão que os bozos pronunciam: comunistas !

  7. Armindo em 4 de maio de 2020 às 8:15 pm

    Jamais poderá ser implementado. Ao menos, enquanto a natureza humana for a que conhecemos..É muito bom conceitualmente, mas impossível na prática, e a história já provou isso.

  8. MARCO ANTÔNIO ZAMBELLE FIERBIEN ANTUNES em 6 de maio de 2020 às 12:31 pm

    Nossa, que texto e comentários ótimos!!!!! Nem sei como que vim parar por aqui! Mas, ainda bem que gostei desse meu “desnorteamento”!

  9. Thiago Siqueira em 8 de maio de 2020 às 2:53 am

    Texto muito bom, parabens! Nao conhecia o site politize, mas adorei. Recomendo aos leitores a parte do capitalismo tambem, é super interessante.

  10. ALEXSANDER DE MENDONCA em 9 de maio de 2020 às 8:53 am

    Foi um super resumo do que vem a ser comunismo, faltou falar um pouquinho sobre superestrutura e infraestrutura, além de entrar mais sobre meios de produção e mais valia, entre outros pontos. Ainda assim é válido para tirar da pouca do povão que comunismo é isso ou aquilo…..

  11. Douglas Melo em 12 de maio de 2020 às 1:31 am

    Portanto, nunca houve de fato um país comunista e nunca haverá, uma vez que se que se instala o socialismo dali nunca mais sairá, para manter uma sociedade igualitária, obviamente precisa de algum poder maior para forçar essa igualdade, aí que mora o perigo, esse poder se torna cada vez maior, oprimindo, achatando para que ninguém cresça, a corrupção se instala e não tem ninguém para combatê-la, enfim, só lendo os livros que relatam tamanhas maldades que o socialismo trouxe ao mundo inteiro (livro negro do comunismo, arquipélago gulag, são algumas sugestões).

  12. Fariston em 29 de maio de 2020 às 7:15 am

    Comunismo não existe nem dentro de casa, pois a natureza humana é possessiva e sua raiz já é estabelecida capitalista desde que o homem começou a se organizar em sociedade! O socialismo é um caminho utópico até mesmo na saúde humana onde o dinheiro é o incentivador das pesquisas científicas, onde o dinheiro é o incentivador que o ser humano estude, onde o dinheiro é o incentivador que você trabalhe, que você roube, que você progrida, que você viaje, que você resolva 99% de todos os seus problemas … humanamente falando não vejo como derrubar o capitalismo! A não ser que a raça humana seja aniquilada por algum asteroide e a terra em um futuro volte a ser povoada por animais e vegetais, sendo assim haverá um socialismo até o dia que o macaco voltar a evoluir…

  13. Reinaldo Figueiredo dos Santos em 2 de junho de 2020 às 12:40 pm

    O sistema socialismo e comunismo só funcionou em sua plenitude na época dos discípulos especificamente por Paulo apóstolo, onde se vendia tudo o que tinha para viver em comunidade, basta ver o grau de espiritualidade desse homens, então partindo dessa premissa, sem despojo do velho homem, é a terra quem prevalece e não o céu, para estes, invalida-se o pai nosso!

    • Jonathan Lima Coelho em 28 de julho de 2020 às 2:42 am

      Em tese não era comunismo apenas repartição de bens, inclusive uma curiosidade seria que a igreja primitiva (de atos) não foi comunista em nenhum capítulo (a distribuição de bens e o compartilhamento destes provinham de quem o quisesse, portanto não era forçado nem totalitário, não eram todos que davam) mas o povo de Israel chegaria o mais perto do conceito comunista de Marx e Engels.

  14. Júlia Ribeiro Quintanilha de Andrade Areco em 7 de junho de 2020 às 11:39 am

    Tudo na teoria é Maravilhoso! O problema é o homem!!! Quando colocado em prática entra em cena um fator que destrói tudo… o Poder… e aí vem a ganância, a corrupção… Só não entendo uma coisa…
    Por que partidários deste governo têm tanto medo do comunismo? Fazem uma campanha de pavor contra uma teoria que nunca foi concretizada, e realmente acho que tem poucas chances de ser adotada por algum governo…

  15. João Paulo de Oliveira Barbosa em 7 de junho de 2020 às 2:13 pm

    Comunismo é entregar o poder na não de um líder pra fazer essa distribuição igualitária! Venezuela e Coreia do Norte vivem muito bem! rsrs

  16. Maria Marlene Guimarães Martins em 9 de junho de 2020 às 4:53 pm

    O comunismo puro marxista é perfeito, só que nos dias de hoje não se aplica, mesmo porque Ditadores apoderam-se do slogan do comunismo para fazer barbaridades da qual nós sabemos. A ganância jamais deixará acontecer! !!

  17. Walderez em 25 de junho de 2020 às 9:36 pm

    Por que agora virou moda chamar as pessoas de comunista?

  18. Nelson cadanova em 26 de junho de 2020 às 3:00 pm

    Bem…como pode haver algo assim, em que o homem deixe seus filhos serem cuidados pelo Estado…tudo igual…Acho nao natural: o amor pela família, homem pela mulher e vice versa estarão sempre no vertice de tudo! Não haver laços matrimoniais ? Quem fala ou pensa nisso estará numa realidade virtual ? – será possível ? O Amor é o mais alto valor Humano. Amor por outra pessoa, pelos filhos, pela profissao, pela natureza, pela sua cultura etc. Para isso que nós vivemos. Nao é para sermos iguais em tudo mas aceitarmos e crescermos juntos. Claro que por trás disto está a exploração de pessoas, operarios trabalhadores oprimidos, escravizados pelos poderosos ricos e isso fará a revolta . Porque não existe respeito. Tem que haver respeito pelos outros. O Homem tem uma natureza própria e só existe uma forma -educação com respeito pelos outros e por si próprio.

  19. Benedito Dias em 28 de junho de 2020 às 4:59 pm

    Parabéns pelo texto! Belíssimo!

    Tenho respondido a alguns sobre o medo de o Brasil ser comunista. Na verdade, a ultradireita tenta amendrontar aos desinformados sobre esse tema, mas eles mesmos sabem que comunismo é impossível no Brasil, porque nunca se implantou em lugar algum do mundo. Fico achando graça quando alguém diz que a China é comunista. Como um sistema em que todo mundo é dono do seu próprio meio de produção, onde não há governo e nem tão pouco Estado, pode se desenvolver como a China se desenvolveu? Se não tem Estado e nem governo, é impossível se ter desenvolvimento e tecnologia. Basta olhar para as tribos indígenas. Elas por se só, nunca se desenvolverao, a despeito dos Caciques.

  20. EdiFontes em 29 de junho de 2020 às 10:41 am

    Quando penso na China, vejo um país socialista/comunista, extremamente CAPITALISTA, onde os seus trabalhares (classe oprimida) são explorados para sustentar o governo socialista/comunista (classe opressora)… Não tô vendo vantagem em brigar por essa bandeira ideológica, não!!
    Mas, o fato é q muito brigam, enquanto os seus líderes desfrutam dos prazeres de ser socialista/comunista/CAPITALISTA ????

  21. Erika em 29 de junho de 2020 às 11:12 am

    Comunismo é ruim na teoria exatamente porque nunca funcionará na prática. Que raios de teoria que não pode ser aplicada na vida real pode ser considerada boa, se a teoria existe exatamente para ser aplicada concretamente. Marx chama sua teoria de científica, mas ignora o que é ciência: método científico é basicamente isto: provar na realidade (prática experimental) que uma explicação ou ideia (teoria) é verdadeira. Verdade é aquilo que É.
    A teoria de Marx é científica só até o socialismo, que é DITADURA. Nunca passou disso. Propor uma ditadura falando que só depois geral vai ser livre… Honestamente, triste ver que tem gente que acredita nisso.

  22. Murillo em 17 de julho de 2020 às 9:54 am

    Na minha humilde opinião, o comunismo seria algo impossível de ser alcançar. Pois, enquanto Houver compra e venda, ou seja, o Capitalismo, as nações que só pensam em si própria nunca iram destruir as classes. Pois, são as classes que infelizmente tornam os ricos mais favorecidos e os mais probres menos favorecidos. E com isso, a desigualdade.

  23. Razorback de Faria em 29 de julho de 2020 às 7:30 am

    O sistema socialista só funciona(?) em sociedades primitivas, indígenas. No momento em que ela se torna complexa, com graus variados de habilidades entre as pessoas, diferentes inteligências, uns levantando cedo pra trabalhar, outros só na droga e se levantando as 2 da tarde…, como igualar essas pessoas por decreto? Nesse instante o socialismo se desmancha, mas muitos “idealistas” não se conformam com a “desigualdade” humana e partem para os rotineiros genocídios que ocorreram em todos os países que tentaram implantar tal aberração.

  24. SILVIO COSTA BEZERRA em 2 de agosto de 2020 às 1:36 pm

    O Socialismo só existe enquanto o seu vizinho tiver dinheiro. Margareth Tchater.

Deixe um Comentário