São variados os motivos pelos quais uma pessoa pode se interessar em prestar um concurso público. Ainda assim, a estabilidade e a busca de uma condição de vida melhor são fatores que encabeçam a lista de desejos dos aspirantes  à carreira pública.

Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), ao final de 2019 o Brasil já contava com 11,4 milhões de postos de trabalho, distribuídos entre as esferas municipal, estadual e federal.

O volume de servidores em atividade no país por si só já revela o quão amplo é o funcionalismo público em termos de oportunidades para se estabelecer uma carreira.

Como funciona um concurso público?

Você pode estar se perguntando: com essa quantidade de servidores públicos em atividade no país, não fica cada vez mais difícil passar em um concurso?

Não é bem assim! Na verdade, a resposta para essa pergunta está exatamente no elemento que dá origem a um concurso público, a necessidade de novos servidores, que é constante em função de vagas que são desocupadas por aposentadorias, migrações de cargo ou mesmo vagas que surgem com a abertura de novos postos.

Uma vez que é identificada a necessidade de novos servidores, a realização do concurso deve ser autorizada por um órgão competente como, por exemplo, o Ministério do Planejamento, que atua em âmbito federal.

Com a aprovação do concurso, a banca examinadora é então selecionada. Em seguida o edital é desenvolvido e publicado. A partir daí temos a candidatura, realização das provas, convocação e posse dos aprovados.

E aí, se interessou pela possibilidade de seguir uma carreira pública? Então confira os passos para começar a estudar e encurtar o caminho até a aprovação!

Comece a estudar para concursos públicos em 7 passos

Iniciar os estudos com o objetivo de ingressar em uma carreira pública não é tarefa fácil. Ainda assim, com dedicação, disciplina e um conjunto de dicas que fazem a diferença, é possível conquistar a tão sonhada vaga.

1. Escolha uma área

É claro que um bom salário é sempre um atrativo a mais quando o assunto é carreira profissional. Porém, assim como na iniciativa privada, o fator financeiro nunca deve ser o único critério na escolha da área de atuação.

Existem concursos nas mais diversas áreas, como:

  • Fiscal;
  • Saúde;
  • Bancária;
  • Segurança Pública;
  • Jurídica;
  • Legislativa;
  • Tribunais;
  • Educação.

É importante que você se identifique com a área, esse é o primeiro ingrediente para manter a motivação nos estudos e a garantia de satisfação a longo prazo na carreira.

Além disso, cada área normalmente exige o domínio de um conjunto específico de disciplinas. Por isso, manter o foco em apenas uma é fundamental se o seu objetivo é obter a aprovação no menor tempo possível.

Uma vez selecionada a área, é hora buscar pelos concursos públicos abertos ou para os quais já existe uma previsão de lançamento do edital. Não existe um portal oficial para se realizar essa busca, porém vários sites fazem um compilado dos mais diversos concursos que acontecem por todo o país, um exemplo bem legal é a ferramenta de busca do Descomplica.

2. Construa um plano de estudos

Agora que você decidiu em que área focar e já tem uma ideia sobre os concursos públicos que poderá prestar, é hora partir para o plano de estudos!

De nada adianta iniciar a preparação para um concurso se isso não for feito de forma planejada, caso contrário, as chances de se abandonar os estudos no meio do caminho aumentarão consideravelmente.

Por isso, a primeira pergunta que você deve fazer é a seguinte: quantas horas por dia eu tenho disponíveis para dedicar aos estudos?

Mesmo que você trabalhe, faça faculdade, não importa: é possível conciliar tudo isso com a sua preparação para o concurso, ainda que ao fim do dia lhe reste apenas 1 ou 2 horas.

Após isso, fica mais fácil construir um plano de estudos que faça sentido para você. Leia o edital do concurso para entender como serão as etapas, quais disciplinas serão cobradas e também a data de realização das provas. 

Você pode dividir o estudo das disciplinas do edital por semanas, por exemplo. Os primeiros dias costumam ser os mais desafiadores, por isso, uma dica bem legal é começar pelos assuntos que você tem mais familiaridade.

Com isso, fica mais fácil manter a rotina de estudos e transformá-la em um verdadeiro hábito, que se manterá mesmo quando os assuntos estudados não são lá os mais empolgantes.

3. Defina metas e objetivos

Para seu plano de estudos funcionar, é necessário definir metas e objetivos bem claros. O objetivo é muito simples neste caso, afinal, o seu maior desejo é conquistar a aprovação no concurso, certo?

Mas, para chegar lá, o ideal é que você defina metas que, se alcançadas, aumentarão em muito as chances de chegar no objetivo. Metas são definidas em termos quantitativos e possuem prazo determinado. Inclusive, o uso de metas de curto prazo ajudam no desenvolvimento da disciplina necessária para cumprir todo o plano de estudos e alcançar o seu objetivo.

Veja alguns exemplos de metas:

  • Estudar no mínimo de 3 horas por dia;
  • Fazer 2 simulados por semana;
  • Escrever uma redação por semana.

Uma dica interessante para organizar os estudos e aumentar a produtividade é utilizar um planner. Com ele você acompanha visualmente o seu cronograma de estudos e não perde suas metas de vista!

4. Escolha o ambiente ideal para estudar

Pode parecer óbvio para algumas pessoas, mas este é um erro cometido por muitos concurseiros de primeira viagem: não se preocupar com o local de estudo.

É importante que o ambiente seja o mais tranquilo possível, oferecendo o conforto necessário para dedicação de algumas horas de estudo com o máximo de foco.

Se você estuda em casa e mora com outras pessoas, por exemplo, converse com elas e peça apoio para conseguir ter uma rotina de estudos com o mínimo de distrações e interrupções possível.

5. Revise o conteúdo e teste seus conhecimentos frequentemente

Ler a bibliografia indicada ou assistir vídeoaulas na maioria dos casos não é o suficiente para ser aprovado em um concurso público. Algumas ações são importantes para fixar o conteúdo e evitar o famoso “branco” na hora da prova.

Faça anotações enquanto estuda. Com isso, você terá em mãos uma forma simples e rápida de revisar o conteúdo estudado sempre que necessário.

Outra dica que não pode faltar é a resolução de simulados e provas anteriores do concurso. Inclusive, fazer isso com frequência te ajuda a entender em maior profundidade como as questões da prova são formuladas, sem dúvidas um diferencial para os seus estudos.

6. Aprenda com quem já fez

Uma vantagem de se estudar para concursos públicos nos dias de hoje é que você não precisa se limitar ao edital, a um cursinho ou a um conjunto de apostilas e livros. É possível encontrar uma série de conteúdos super úteis na internet, incluindo aqueles criados por quem já passou pelo processo que você está passando.

Sim, é bastante comum que aprovados nos mais diversos concursos compartilhem a sua experiência, seja em canais no Youtube, perfis no Instagram, ou mesmo em grupos do facebooks.

Desde dicas práticas para aprimorar a rotina de estudos até mesmo pontos específicos sobre as provas do concurso, o importante é aproveitar o máximo possível os conteúdos gratuitos que estão a poucos cliques de distância de você, e que podem ser um dos diferenciais para a sua aprovação.

7. Descanse

Temos certeza que você sabe disso, mas não custa reforçar: o descanso é não só importante, mas um elemento essencial na jornada até a aprovação.

Dormir bem ajuda no aprendizado, pois é durante o sono que fixamos o que aprendemos durante o dia. Além disso, um corpo descansado é uma peça chave para seguir firme e com disposição na rotina de estudos.

Uma outra dica é reservar um dia da semana para se desligar totalmente dos estudos. Pode ser no domingo, por exemplo. Assista a um bom filme, saia com os amigos ou dedique-se ao seu hobby preferido.

É muito comum sentir uma elevação nos níveis de stress durante a preparação para um concurso público. Por isso, é importante respeitar os limites do corpo e da mente e reservar momentos para relaxamento e descontração.

Então é isso, o que achou das dicas? Deixe seu comentário e compartilhe com a sua rede! Para mais conteúdos como esse, acesse o Blog do Clipping.

1 comentário

  1. Vitor em 18 de abril de 2020 às 8:50 am

    Parabéns a Clipping por proporcionar as dicas fundamentais para o concurseiro, as prerrogativa são de excelente qualidade e fixa o contextos para a pessoas desmotivada a melhorar o seu percentual.

Deixe um Comentário