Escreva aqui o que você tem interesse em aprender e veremos o que podemos encontrar:

Assine a nossa newsletter

Seus dados estão protegidos de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)

Apoie a democracia e receba conteúdos de educação política

Publicado em:

Atualizado em:

Greve 1979 – Trabalhadores em assembleia no Estádio de Vila Euclides, em São Bernardo do Campo, em março de 1979. Imagem: Memorial da Democracia.
Greve 1979 – Trabalhadores em assembleia no Estádio de Vila Euclides, em São Bernardo do Campo, em março de 1979. Imagem: Memorial da Democracia.

O conceito da luta de classes é muito comum na sociologia, isso por que ele surge a partir de um dos seus fundadores, o sociólogo alemão Karl Marx. A luta de classes é central na forma como Marx e seus seguidores enxergam a história humana e principalmente a sociedade capitalista. Além disso, para o marxismo, esse conceito está ligado diretamente às grandes transformações sociais pelas quais a humanidade já passou.

Mas você sabe o que é luta de classes? A Politize te explica!

Leia também: Mais valia: o conceito central da teoria marxista

Quem luta na luta de classes?

Para Marx, a sociedade capitalista é dividida em duas grandes classes sociais. O que difere uma classe da outra é a posse dos meios de produção. Resumidamente, os meios de produção são as fábricas, as indústrias, as máquinas, fazendas e ferramentas presentes nelas, ou seja, tudo aquilo que serve para produzir algo.

Essas duas grandes classes são chamadas de burguesia e proletariado. A burguesia é a classe que possui os meios de produção e o proletariado é a classe que não possui, essa classe só detém sua própria força de trabalho. A burguesia pode ser entendida como os proprietários das fábricas, fazendas e indústrias, já o proletariado como os trabalhadores desses espaços.

A questão é que a existência de uma classe possuidora e uma classe despossuída dos meios de produção, gera uma relação desbalanceada: onde a classe que possui os meios de produção consegue dominar a classe que não possui.

Outro ponto importante é que a luta de classes não ocorre somente nas sociedades capitalistas, com burguesia e proletariado. Em sua famosa frase “A história da humanidade é a história da luta de classe.”, Marx mostra o caráter histórico desse fenômeno. Segundo ele, as relações entre os escravos e os proprietários de escravos, os senhores feudais e os servos, também representaram a luta de classes.

Charles Chaplin no filme “Tempos Modernos”
Charles Chaplin no filme “Tempos Modernos”.

Por que LUTA de classes?

A luta de classes ocorre devido ao antagonismo de classe.

De acordo com Marx, os interesses de cada classe são antagônicos entre si. Ou seja, os interesses da burguesia e do proletariado são diferentes e irreconciliáveis. Essa contradição é chamada de antagonismo de classe, motivo central da luta de classes: onde cada classe tenta impor constantemente seus interesses sobre a outra.

Contudo, a classe dominante é quem, na maioria das vezes, obtém maior êxito. Isso ocorre, pois, é ela quem tem maior força material para subjugar a outra classe e impor seus interesses. Para Marx, a única forma de alterar isso e fazer a classe dominada vencer a luta de classes, é através da revolução.

Revolução

A revolução é o ápice da luta de classes.

A Revolução Francesa (1789) representou a tomada do poder pela burguesia em contrastaste com a queda do poder da monarquia e da aristocracia francesa. A revolução socialista, para Marx, representa a ascensão do proletariado e a queda da burguesia. Isso por que, para ele, uma revolução tem o poder de alterar a forma como a sociedade se organiza, incluindo seu modo de produção.

É por esse motivo que Marx entende a luta de classe como motor da história. O confronto entre as classes tem poder de alterar as bases sociais e produzir novas formas de sociedade.

Críticas ao conceito “Luta de classes”

A crítica ao marxismo e suas formulações são diversas, historicamente os principais críticos foram os teóricos liberais, conservadores e até a Igreja Católica. Veja aqui dois dos principais argumentos contrários a formulação de “luta de classes”.

A concepção da sociedade ser dividida por classes sociais é um ponto abordado por diferentes críticos do marxismo. O argumento utilizado é que dividir a sociedade em classes sociais é um reducionismo, visto a complexidade de elementos e relações sociais que devem ser considerados.

Além disso, o historiador Karl Popper, em “Miséria do Historicismo”, afirma que a concepção da luta de classes como “motor da história”, defendida por Marx, é uma espécie de determinismo sociológico, pois apresenta uma “lei” que rege o desenvolvimento das sociedades.

Apesar das críticas, as teorias proposta por Karl Marx seguem sendo objetos de estudos até hoje, seja na área da economia, ciências sociais, filosofia ou história. É também constantemente pauta de debate em ambientes não acadêmicos.

Luta de classes hoje

Como vimos, a luta de classes é um fenômeno histórico que resulta dos interesses de classes antagônicos, gerando uma disputa constante. Mas você consegue identificar algum vestígio da luta de classes dentro da sociedade brasileira?

MST

MST. Imagem: Juliana Adriano, via Flickr do MST.
MST. Imagem: Juliana Adriano, via Flickr do MST.

Na busca pela reforma agrária o MST (Movimento dos Trabalhadores sem Terra) expressa a luta de classes. Nesse caso, os atores centrais são os trabalhadores do campo em combate com a burguesia rural brasileira, os latifundiários. Os interesses dos grandes fazendeiros (monocultura para exportação em grandes extensões de terras) são antagônicos aos dos pequenos produtores rurais (agricultura de subsistência e voltada ao mercado interno).

Veja também nosso vídeo sobre o MST e o direito a propriedade!

Greves

As greves são exemplos emblemáticos da luta de classes, pois expressam reivindicações diretas dos trabalhadores. As mobilizações grevistas de 2017 contra a Reforma Trabalhista, são um exemplo disso. Essas mobilizações ocorreram, pois, os trabalhadores sentiram que seus interesses enquanto classe trabalhadora, estavam sendo atacados.

E aí, você conseguiu compreender o que é luta de classes? Deixe sua dúvida nos comentários!

Referências:

Lucas Esteves de Souza

Graduando de Ciências Sociais pela Unicamp, interesses nas áreas de ciência política e sociologia. Participa de um projeto sobre o processo constituinte de 1988. Apaixonado por tecnologia, natureza e comida veg.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

últimos vídeos:

Nossa sede é em Florianópolis, mas estamos em muitos lugares!
Passe o mouse e descubra:

Nossa sede é em Florianópolis, mas estamos em muitos lugares!
Clique abaixo e descubra: