Navegue por categria

,

Equipe de transição: o que faz, quanto ganha e quais são os nomeados

Publicado em:
Compartilhe este conteúdo!
Equipe de transição de Lula já tem mais de 60 nomes. Imagem: VEJA.

Os dias que se passam entre o resultado das eleições e a posse do novo presidente são preenchidos com o trabalho da equipe de transição. Esse é um procedimento previsto em lei, mas a sua adoção é opcional, ou seja, fica a critério do novo governo optar por executar ou não o processo.

A equipe é anunciada por meio de nomeação e tem a oficialização com a publicação no Diário Oficial da União. Mas você sabe o que é feito durante a transição de governo? A equipe de transição recebe salário para trabalhar nestes cargos? Todos os governos executam essa etapa antes da posse?

Neste texto, a Politize! conta tudo o que você precisa saber sobre a equipe de transição!

O que é a transição de governo

A transição de governo é um procedimento da democracia previsto pela Lei 10.609, de 20 de dezembro de 2002. O processo de transição ocorre sempre que um novo governo é eleito, sendo dois dias úteis após a divulgação do resultado das eleições presidenciais e se encerra 10 dias após a posse. Isso acontece para que haja transparência e segurança em todo processo eleitoral da nossa democracia.

Então, a chapa presidencial eleita constrói a equipe de transição para garantir que o novo presidente esteja ciente de todas as informações sobre:

  • Contas públicas do Governo Federal;
  • Atividades de órgãos e entidades da Administração Pública;
  • Programas, projetos e ações em andamento no governo vigente;
  • Entre outros pontos.

Assim, o novo governo garante que seja possível implementar seu plano de governo ao longo de seu mandato.

Veja também: O que é a PEC da transição: tudo que você precisa saber

O que faz a equipe de transição

De acordo com a legislação que regulamenta o trabalho da equipe de transição de governo, a Lei 10.609/02 no Art. 1º, essa não é uma medida obrigatória. A legislação afirma que é facultativo ao candidato eleito o direito de instituir uma equipe de transição.

Além disso, a lei determina período para início e fim do trabalho deste grupo e, ainda, prevê somente 50 vagas comissionadas para compor os Cargos Especiais de Transição Governamental (CETG). As nomeações que vão além deste número, atuam como voluntários, sem receber um salário.

Os trabalhos são coordenados pelo coordenador responsável pela supervisão da equipe (indicado pelo presidente eleito) e pelo ministro-chefe da Casa Civil.

Quanto é o salário da equipe de transição

Para ocupar os Cargos Especiais de Transição Governamental (CETG) são previstos cargos comissionados e voluntários — estes últimos recebem ajuda de custo para passagens e viagens. Os salários variam de acordo com a função desempenhada pelo nomeado, podendo ir de R$ 2.701 a R$ 17.327. Os nomeados são distribuídos em quatro categorias que vão do nível quatro ao sete — o nível mais alto.

É possível conferir os salários dos nomeados de cada governo através do portal de transparência. Na equipe de transição para o governo de 2023, por exemplo, para o coordenador Geraldo Alckmin (nível sete) foi destinado o valor de R$ 17.327,65.

Todo presidente eleito monta uma equipe de transição

Desde a promulgação da lei, em 2002, todos os presidentes eleitos fizeram o procedimento da eleição até a sua posse. A escolha pelos nomes fica sob a responsabilidade da chapa eleita e os critérios serão diferentes a depender do programa de governo de cada presidente. Dessas escolhas, algumas críticas e polêmicas (verdadeiras ou não) surgem, podemos citar as principais polêmicas levantadas sobre as últimas equipes de transição: Jair Bolsonaro (PL) em 2018 e Lula (PT) em 2022.

Veja também nosso vídeo sobre os governos de Lula e de Jair Bolsonaro!

A diversidade foi um ponto de crítica presente quanto a seleção da equipe de transição de Jair Bolsonaro (PL). A ausência de mulheres nos cargos, inicialmente, foi muito questionada. Após a crítica, foi anunciado a nomeação de quatro novos nomes para a composição, sendo três delas militares.

Na equipe de transição de Lula (PT) a diversidade foi preenchida no que diz respeito a perfis ideológicos, trajetórias de vida, etnia e gênero, embora tenha sido apontado a falta de diversidade regional — maioria dos cargos ocupados por membros do Sudeste. Outra polêmica em sua equipe foi a possibilidade de ter sido selecionado nomes condenados por crime de corrupção. A lista divulgada inclui alguns nomes que foram alvos de um ou mais inquéritos da Operação Lava Jato, porém nenhum deles chegou a ser condenado no processo.

Composição da equipe de transição de 2022

Desde que foi anunciado o presidente que irá assumir o cargo a partir de 2023, o futuro governo tem se reunido com diversas lideranças e autoridades para discutir o Orçamento do próximo ano, assunto principal da transição. Além disso, quem tem liderado o processo de transição é o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB).

Quanto aos cargos estratégicos, os nomeados serão divididos em quatro frentes: coordenação executiva, coordenação de articulação política, coordenação de grupos técnicos e coordenação de organização da posse. Além dessas frentes, foram selecionados eixos temáticos que farão parte dos grupos técnicos.

Para as equipes foram selecionados nomes de parlamentares que já acompanham a pauta no Legislativo, em outros casos, são deputados e senadores que ganharam a disputa das eleições de 2022. Ao todo, já foram anunciados 290 nomes para ocupar os cargos, distribuídos entre cargos comissionados e voluntários.

E para que você esteja por dentro de quais são os nomes que integrarão cada equipe, fizemos uma lista para cada frente de atuação:

  • Coordenação: Geraldo Alckmin
  • Coordenação Executiva: Floriano Pesaro
  • Coordenação de articulação política: Gleisi Hoffman
  • Assessoria especial: Miriam Belchior e William Nozaki
  • Coordenação de grupos técnicos: Aloizio Mercadante
  • Coordenação de organização da posse: Rosângela Silva (Janja);
  • Conselho político de transição: Antônio Brito (PSD); Carlos Siqueira (PSB); Daniel Tourinho (Agir); Eliziane Gama (Cidadania); Felipe Espírito Santo (Pros); Guilherme Ítalo (Avante); Jader Barbalho (MDB); Jefferson Coriteac (Solidariedade); José Luiz Penna (PV); Juliano Medeiros (PSOL); Luciana Santos (PCdoB); Renan Calheiros (MDB); Wesley Diógenes (Rede); Wolney Queiroz (PDT).

Quanto aos grupos técnicos, somam ao todo 30, sob coordenação do ex-ministro Aloizio Mercadante (PT), listamos os nomes selecionados para compor os cargos:

Agricultura, pecuária e abastecimento

Kátia Abreu. Imagem: Valor Econômico
  • Carlos Favaro – Agropecuarista e senador (PSD-MT)
  • Evandro Gussi – Doutor em Direito do Estado, ex-deputado federal (PV-SP), presidente e CEO da União da Indústria de Cana-de-Açúcar e Bioenergia (Unica);
  • Joe Valle – Engenheiro florestal, empresário, ex-deputado (PDT-DF);
  • Kátia Abreu – Empresária, pecuarista, foi a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (2015-2016), atualmente é senadora (PP-TO);
  • Luiz Carlos Guedes – Doutor em engenharia agrônoma, foi ministro da Agricultura (2006-2007);
  • Neri Gueller – Produtor rural, empresário, foi ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (2014-2015), atualmente é deputado federal (PP-MT);
  • Silvio Crestana – Professor, físico e pesquisador brasileiro. Foi diretor-presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (2005-2009);
  • Tatiana Deane de Abreu Sá – Doutora em Biologia Vegetal, foi diretora-executiva da EMBRAPA (2005-2011).

Cidades

Márcio França. Imagem: Poder 360.
  • Ermínia Maricato – Arquiteta, urbanista e ativista pela Reforma Urbana;
  • Evanise Lopes Rodrigues – Mestre em Urbanismo e ex-chefe de Gabinete da Secretaria de Programas Urbanos do Ministério das Cidades;
  • Maria Fernanda Ramos Coelho – Ex-presidente da Caixa e membro do Consórcio Nordeste (2006-2011);
  • Inês Magalhães – Socióloga e ex-ministra das Cidades (2016);
  • Geraldo Magela – Ex-deputado federal, distrital (PT-DF) e ex-secretário de Habitação do DF (1997 e 2010);
  • Guilherme Boulos – Deputado federal eleito (PSOL-SP) e coordenador nacional do MTST;
  • José De Filippi – Engenheiro e prefeito de Diadema (PT-SP);
  • Márcio França – Ex-governador de São Paulo (PSB-SP);
  • Rodrigo Neves – Ex-prefeito de Niterói (PDT-RJ);
  • João Campos – Prefeito do Recife (PSB-PE);
  • Nabil Bonduki – Urbanista e professor da FAU-USP.

Ciência, Tecnologia e Inovação

  • Alexandre Navarro – Vice-Presidente da Fundação João Mangabeira e membro da Câmara de Mediação e Arbitragem da Fundação Getúlio Vargas – FGV;
  • André Leandro Magalhães – Mestre em Engenharia Aeronáutica, ex-presidente da DataPrev e da Frente Parlamentar da Ciência e Tecnologia;
  • Celso Pansera – Ex-Deputado Federal (PT-RJ), foi ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (2015-2016);
  • Glaucius Oliva – Cientista, ex-reitor da USP e ex-presidente do CNPQ;
  • Ildeu de Castro Moreira – Professor-doutor do departamento de Física da UFRJ, ex-presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC;
  • Ima Viera – Doutora em Ecologia pela University of Stirling, Escócia, pesquisadora titular do Museu Paraense Emilio Goeldi;
  • Iraneide Soares da Silva – Doutora em História Social, professora e pesquisadora da Universidade Estadual do Piauí;
  • Leone Andrade – Diretor de Tecnologia e Inovação do SENAI CIMATEC;
  • Luis Manuel Rebelo Fernandes – Doutor em Ciência Política, professor da PUC/RJ e UFRJ, ex-presidente da Finep – Financiadora de Estudos e Projetos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação;
  • Luiz Antônio Elias – Ex-secretário-executivo do Ministério de Ciência e Tecnologia durante o Governo Lula;
  • Ricardo Galvão – Doutor em Física, professor titular do Instituto de Física da USP, membro da Academia Brasileira de Ciências. Foi diretor do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
  • Sérgio Machado Rezende – Doutor em física, ex-ministro da Ciência e Tecnologia (2005-2011), ex-presidente da FINEP e Secretário Estadual de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente em Pernambuco.

Comunicações

  • Paulo Bernardo – Ex-ministro das Comunicações (2011-2015);
  • Jorge Bittar – Ex-deputado federal (PT-RJ);
  • Cézar Alvarez – Ex-secretário-executivo do Ministério das Comunicações;
  • Alessandra Orofino – Economista e especialista em redes de comunicação;
  • Helena Martins – Professora do curso de Publicidade e Propaganda da UFC.

Comunicação social

André Janones. Imagem: Metrópoles.
  • André Janones – Advogado, deputado federal (Avante-MG), reeleito em 2022;
  • Antônia Pelegrino – Mestra em Letras, roteirista e produtora premiada pela Academia Brasileira de Letras e Academia do Cinema Brasileiro.
  • Flávio Silva Gonçalves – Mestre em Políticas de Comunicação, diretor-geral do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia. Já trabalhou no gabinete da diretoria-geral da Empresa Brasil de Comunicação (EBC);
  • Florestam Fernandes Júnior – Jornalista, comentarista e articulista
  • Helena Chagas – Jornalista, ex-ministra-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República do Brasil (2011-2014);
  • Hélio Doyle – Jornalista, consultor em comunicação e política, professor aposentado da UnB, ex-secretário de governo, de articulação institucional e da Casa Civil em três governos do DF.
  • João Brant – Doutor em Ciência Política pela USP, com mestrado em Regulação e Políticas de Comunicação pela London School of Economics, ex-secretário executivo do Ministério da Cultura (2015-2016);
  • Laurindo Leal Filho (Lalo) – Doutor em Ciências da Comunicação pela USP, jornalista, sociólogo, professor universitário, escritor e apresentador de televisão brasileiro. Foi secretário municipal de Esportes, Lazer e Recreação de São Paulo durante a gestão Luiza Erundina
  • Manuela Dávila – Jornalista, ex-deputada federal, deputada estadual (PCdoB-RS) e candidata a vice-presidente da República na eleição de 2018;
  • Octávio Costa – Jornalista e presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI);
  • Tereza Cruvinel – Jornalista,ex-presidenta da Empresa Brasileira de Comunicação (2007-2011);
  • Viviane Ferreira – Advogada, diretora, roteirista, produtora e cineasta brasileira.

Cultura

Margareth Menezes. Imagem: Metrópoles.
  • Antônio Marinho – Músico e poeta de Pernambuco;
  • Áurea Carolina – Deputada federal (PSOL-MG);
  • Juca Ferreira – Sociólogo, ex-ministro da Cultura (2015-2016);
  • Lucélia Santos – Atriz e ex-candidata a deputada federal (PSB-RJ);
  • Márcio Tavares – Secretário Nacional de Cultura do PT;
  • Margareth Menezes – Cantora.

Desenvolvimento Agrário

  • Célia Hissae Watanabe – Mestra em gestão de políticas públicas, pesquisadora em desenvolvimento rural sustentável;
  • Elisângela Araújo – Coordenadora de Formação e Educação Profissional da Confederação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar – CONTRAF-Brasil/CUT e do Fórum Baiano da Agricultura Familiar;
  • Givanilson Porfirio da Silva – Assessor da Presidência da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares – CONTAG;
  • João Grandão – Ex-deputado federal (PT-MS) por dois mandatos e já foi deputado estadual e vereador em Dourados.
  • José Josivaldo Oliveira – Membro da coordenação Nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB;
  • Luiz Henrique Gomes de Moura (Zarref): Engenheiro florestal, mestre em Agroecossistemas pela Universidade Federal de Santa Catarina (2010) e assessor do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST);
  • Maria Josana de Lima Oliveira: Coordenadora Geral da CONTRAF-BRASIL/CUT;
  • Miguel Rossetto – Ex-ministro do Desenvolvimento Agrário (2003-2006), ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República (2015), ex-ministro do Trabalho e Previdência Social (2015-2016), ex-vice-governador (PT-RS);
  • Pedro Uczai – Deputado federal (PT-SC) reeleito, ex-deputado estadual (PT-SC) e ex-prefeito de Chapecó.
  • Robervone Nascimento – Doutora em agronomia e servidora do INCRA;
  • Vanderley Ziger – Presidente da União Nacional das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária (UNICAFES).

Desenvolvimento Regional

Randolfe Rodrigues. Imagem: Senado Notícias.
  • Camilo Santana – Senador eleito (PT-CE), ex-governador do Ceará, ex-deputado estadual e ex-secretário do desenvolvimento agrário (2007-2011) e das cidades (2011);
  • Esther Bemerguy – Ex-secretária do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República no governo Lula e ex-secretária de Planejamento e Investimento Estratégico do Ministério do Planejamento no governo Dilma;
  • Helder Barbalho: Atual governador do Pará. Foi ministro da Pesca e Aquicultura e ministro-chefe da Secretaria Nacional dos Portos no governo Dilma Rousseff e ministro da Integração Nacional no governo Michel Temer;
  • Jonas Paulo Neres – Sociólogo, ex-coordenador-executivo do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Bahia;
  • Otto Alencar – Senador (PSD-BA);
  • Randolfe Rodrigues – Senador (REDE-AP);
  • Raimunda Monteiro – Mestre em Planejamento de Desenvolvimento Regional, doutora em ciências socioambientais e ex-Reitora da Universidade Federal do Oeste do Pará – UFOPA;
  • Tania Barcelar – Economista, ex-secretária nacional de políticas regionais pelo Ministério da Integração Nacional, ex-secretária de Planejamento e de Fazenda de Pernambuco.

Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Isabela Giordano Gil Moreira (Bela Gil). Imagem: UOL.
  • Simone Tebet – Senadora (MDB-MS);
  • Márcia Lopes – Ex-ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome do Brasil (2010-2011);
  • Tereza Campello – Ex-ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (2011-2016);
  • Isabela Giordano Gil Moreira (Bela Gil) – Culinarista e apresentadora de TV;
  • André Quintão – Deputado estadual (PT-MG);
  • Reinaldo Takarabe – Secretário-executivo nacional do MDB;
  • Renato Jamil Maluf – Economista, professor do Departamento de Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (DDAS-UFRRJ) e ex-presidente (2007-2011) do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea).

Direitos Humanos

Silvio de Almeida. Imagem: El País.
  • Maria do Rosário – Deputada federal (PT-RS);
  • Maria Victoria Benevides – Socióloga, especialista em Ciência Política;
  • Margarida Quadros – Socióloga;
  • Silvio Almeida – Advogado, especialista da questão racial e autor do livro Racismo Estrutural;
  • Luis Alberto Melchetti – Doutor em Economia;
  • Janaína Barbosa de Oliveira – Ativista do movimento LGBTQIA+;
  • Rubens Linhares Mendonça Lopes – Membro do setorial Pessoa com Deficiência
  • Emídio de Souza – Deputado estadual (PT-SP).

– Subgrupo da Infância

  • Ariel de Castro Alves – Advogado, membro do Instituto Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente;
  • Maria Luiza Moura Oliveira – Psicóloga, ex-presidente do Conanda (Goiás);
  • Welington Pereira da Silva – Teólogo, pastor metodista, ex-conselheiro do Conanda (Brasília);
  • Isabela Henriques – Advogada, presidenta da Comissão da Criança e do Adolescente da OAB-SP.

Economia

  • André Lara Resende – Economista e ex-presidente do BNDES;
  • Guilherme Mello – Coordenador do Programa de pós graduação em desenvolvimento econômico do IE-UNICAMP;
  • Nelson Barbosa – Ex-ministro da Fazenda;
  • Pérsio Arida – Economista.

Educação

  • Andressa Pellanda – Coordenadora-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação;
  • Alexandre Schneider – Ex-secretário municipal de Educação de São Paulo;
  • Binho Marques – Ex-governador (PT-AC);
  • Cláudio Alex – Presidente do Conselho Nacional dos Institutos Federais e reitor do Instituto Federal do Pará;
  • Heleno Araújo – Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação;
  • Henrique Paim – Ex-ministro da educação (2014-2015);
  • Macaé Evaristo – Ex-secretária municipal de Belo Horizonte e deputada estadual eleita (PT-BH);
  • Maria Alice Setubal – Presidente do Conselho Consultivo da Fundação Tide Setubal;
  • Paulo Gabriel – Ex-reitor da Universidade Federal do Recôncavo Baiano e presidente do Conselho Estadual de Educação da Bahia;
  • Priscila Cruz – Presidente executiva do Todos pela Educação;
  • Ricardo Marcelo Fonseca – Presidente da Andifes e reitor da Universidade Federal do Paraná;
  • Rosa Neide – ex-secretária de Estado da Educação do Mato Grosso e deputada federal (PT-MT);
  • Teresa Leitão – Professora, ex-deputada estadual e senadora eleita (PT-PE);
  • Veveu Arruda – Ex-prefeito de Sobral (PT-CE).

Esporte

Raí Souza Vieira de Oliveira. Imagem: AlloCiné
  • Ana Moser – Ex-atleta do vôlei, primeira medalhista olímpica do Brasil;
  • Edinho Silva – Prefeito de Araraquara (PT);
  • José Luís Ferrarezi –Ex-gestor de Esporte em São Bernardo do Campo (SP);
  • Marta Sobral – Ex-atleta do basquete, medalha de prata no Pan Americano;
  • Mizael Conrado – Advogado, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro e bicampeão paralímpico de futebol de 5;
  • Nádia Campeão – Ex-vice-prefeita de São Paulo (PCdoB);
  • Raí Souza Vieira de Oliveira – Tetracampeão Mundial (1994) e Brasileiro de futebol;
  • Verônica Silva Hipólito – Atleta paralímpica, medalhista de prata nos Jogos Rio 2016.

Igualdade Racial

Preta Ferreira. Imagem: Brasil de Fato.
  • Nilma Lino Gomes – Ex-ministra das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (2015-2016);
  • Givânia Maria Silva – Educadora quilombola e doutora em Sociologia;
  • Douglas Belchior – Professor de História da Uneafro Brasil e membro da Coalizão Negra;
  • Thiago Tobias – Advogado e membro da Coalizão Negra;
  • Iêda Leal – Pedagoga e Coordenadora Nacional do MNU;
  • Martvs das Chagas – Secretário de Planejamento de Juiz de Fora (MG);
  • Preta Ferreira – Integrante do movimento negro e de moradia.

Indústria, Comércio e Serviços

  • Germano Rigotto – Ex-governador (MDB-RS);
  • Jackson Schneider – Executivo da Embraer;
  • Luciano Coutinho –  Economista e ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (2007-2016);
  • Rafael Lucchesi – ex-secretário de Ciência e Tecnologia, diretor do Senai e diretor-superintendente do SESI;
  • Marcelo Ramos, deputado federal (PSD-AM).

– subgrupo das Pequenas Empresas

André Ceciliano. Imagem: Monitor Mercantil.
  • André Ceciliano – Deputado estadual (PT-RJ) e presidente da Assembleia Legislativa do RJ;
  • Paulo Okamotto – Ex-presidente do Sebrae;
  • Tatiana Conceição Valente – Especialista em Economia Solidária;
  • Paulo Feldmann – Professor da USP e coordenador de projetos da FIA – Fundação Instituto de Administração.

Infraestrutura

  • Alexandre Silveira – Senador (PSD-MG);
  • Gabriel Galípolo – Economista, ex-presidente Banco Fator e pesquisador do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri);
  • Maurício Muniz – Ex-ministro da Secretaria de Portos da Presidência da República;
  • Miriam Belchior – Ex-ministra do Planejamento e ex-presidente da Caixa Econômica Federal;
  • Paulo Pimenta – Deputado federal (PT-RS);
  • Vinícius Marques – Ex-presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade);
  • Fernandha Batista – Secretária de Infraestrutura (PE);
  • Marcus Cavalcanti – Secretário de Infraestrutura (BA).

Justiça e Segurança Pública

Flávio Dino. Imagem: O Globo.
  • Andrei Passos Rodrigues – Delegado da Polícia Federal;
  • Camila Nunes – Doutora em Sociologia pela USP, professora da UFABC e pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da USP;
  • Carol Proner – Doutora em Direitos Humanos e professora de Direito Internacional da UFRJ;
  • Cristiano Zanin – Advogado com especialização em Direito Processual Civil;
  • Flávio Dino – Ex-juiz, ex-governador do Maranhão, senador eleito (PSB-MA)
  • Gabriel Sampaio – Advogado, ex-secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça durante o governo Dilma Rousseff;
  • Jaqueline Sinhoretto – Doutora em Sociologia pela USP, professora da UFSCar e líder do grupo de Estudos sobre Violência e Administração de Conflitos da UFSCar;
  • Márcio Elias Rosa – Procurador de Justiça aposentado, ex-secretário de Estado da Justiça de São Paulo e ex-presidente da Fundação Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (CASA);
  • Marco Aurélio Carvalho – Advogado especializado em Direito Público;
  • Marivaldo Pereira – Advogado, ex-secretário executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública no governo Dilma Rousseff;
  • Marta Machado – Professora de Direito da FGV;
  • Omar Aziz – Engenheiro civil e senador (PSD-AM);
  • Paulo Teixeira – Advogado e deputado federal (PT-SP);
  • Pierpaolo Cruz Bottini – Professor de Direito Penal da USP, ex-secretário da Reforma do Judiciário (2003-2006);
  • Sheila Carvalho – Advogada Internacional de Direitos Humanos, professora e ativista;
  • Tamires Gomes Sampaio – Advogada, pesquisadora na área de segurança pública, política criminal e racismo estrutural, ex-secretária Adjunta de Segurança Cidadã em Diadema;
  • Wadih Damous – Advogado, ex-presidente da OAB/RJ e ex-deputado federal (PT-RJ).

Juventude

  • Bruna Chaves Brelaz – Presidenta da UNE;
  • Gabriel Medeiros de Miranda – Subsecretário de Juventude do Rio Grande do Norte, ex-diretor de Universidades Públicas da UNE;
  • Jilberlandio Miranda Santana – Presidente da União da Juventude Socialista do Espírito Santo;
  • Kelly dos Santos Araújo – Secretária-geral da Juventude do PT;
  • Marcus Barão – Presidente do Conselho Nacional da Juventude;
  • Nádia Beatriz Martins Garcia Pereira – Secretária Nacional de Juventude do PT;
  • Nilson Florentino Júnior – Secretário Nacional Adjunto da Juventude do PT;
  • Tiago Augusto Morbach – Presidente Nacional da União da Juventude Socialista (UJS);
  • Sabrina Santos – Integrante da União dos Moradores de Heliópolis (UNAS).

Meio Ambiente

Marina Silva. Imagem: Outras Palavras.
  • Carlos Minc – Geógrafo, ambientalista, ex-ministro do meio-ambiente (2008-2010), secretário de meio-ambiente do RJ e deputado federal (PSB-RJ).
  • Izabella Teixeira – Bióloga, ex-ministra do meio-ambiente (2010-2016), copresidente do painel de recursos naturais da ONU.
  • Jorge Viana – Engenheiro florestal, ex-governador do Acre, ex-senador e prefeito de Rio Branco (PT);
  • José Carlos Lima da Costa – Advogado com especialização em direito ambiental, ex-secretário-chefe da casa civil do governo do Pará e deputado estadual pelo mesmo estado (PV);
  • Marilene Corrêa da Silva Freitas – Professora da Universidade Federal do Amazonas, ex-reitora da Universidade do Estado do Amazonas;
  • Marina Silva – Historiadora, psicopedagoga, ambientalista, ex-ministra do meio-ambiente (2003-2008), ex-senadora e deputada estadual pelo Acre. Atualmente é deputada federal eleita (Rede-SP);
  • Pedro Ivo – Ambientalista e dirigente nacional da Rede Sustentabilidade, foi candidato ao senado;
  • Silvana Vitorassi – Doutora em educação ambiental, especialista em gestão ambiental, ex-gerente da divisão de educação ambiental em Itaipu Binacional.

Minas e Energia

  • Anderson Adauto – Ex-ministro dos Transportes (2003-2006), ex-prefeito de Uberaba, por dois mandatos de 2005 a 2012 e deputado estadual em Minas por 16 anos, de 1987 a 2003;
  • Deyvid Barcelar – Graduado em Administração, coordenador geral da Federação Única dos Petroleiros, foi representante dos trabalhadores no Conselho de Administração da Petrobrás (2015-2016);
  • Fernando Ferro – Engenheiro e ex-deputado federal (PT-PE);
  • Giles Azevedo – Geólogo, ex-secretário executivo do Gabinete Pessoal de Dilma Rousseff;
  • Guto Quintella – Agrônomo, empresário do agronegócio e é membro do conselho diretor do Centro de Empreendedorismo da Amazônia;
  • Ikaro Chaves – Engenheiro eletricista da Eletronorte e Diretor da Associação dos Engenheiros e Técnicos do Sistema Eletrobras;
  • Jean Paul Prates – Advogado e economista, senador (PT-RN) e presidente do Sindicato das Empresas do Setor Energético do RN;
  • Magda Chambriend – Mestre em Engenharia Química pela COPPE/UFRJ e Engenheira Civil pela UFRJ, coordenadora de pesquisa na FGV Energia. Foi membra da diretoria da ANP (2008) e da Diretoria Geral (2012);
  • Mauricio Tolmasquim – Engenheiro de produção pela UFRJ, professor titular da COPPE/UFRJ, ex-secretário-executivo, ex-ministro interino do Ministério de Minas e Energia no governo Lula e presidente da Empresa de Planejamento Energético;
  • Nelson Hubner – Engenheiro, ex-secretário executivo e ex-ministro interino do Ministério de Minas e Energia. Foi diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica e presidente do conselho de administração da Light/SA;
  • Robson Sebastian Formica – Especialista em Energia e Sociedade, integra a Coordenação Nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB).;
  • William Nozaki – Professor de ciência política e economia da Escola de Sociologia e Política de São Paulo e diretor técnico do Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (INEEP).

Mulheres

Anielle Franco. Imagem: Veja.
  • Anielle Franco – Educadora, jornalista e fundadora do Instituto Marielle Franco;
  • Roseli Faria – Economista;
  • Roberta Eugênio – Mestra em Direito;
  • Maria Helena Guarezi – Professora e ex-diretora de Itaipu;
  • Eleonora Menicucci – Ex-ministra da Secretaria de Políticas para Mulheres;
  • Aparecida Gonçalves – Ex-Secretária Nacional da Violência contra Mulher.

Pesca

  • Altemir Gregolin – Ex-ministro da pesca e aquicultura (2006-2011), veterinário com especialização em administração rural, mestrado em desenvolvimento, agricultura e sociedade pela UFRRJ.
  • Antônia do Socorro Pena da Gama – Professora da UFOPa em Santarém e doutora em Educação;
  • Carlos Alberto da Silva Leão – ex-superintendente de pesca e aquicultura no Pará;
  • Carlos Alberto Pinto dos Santos – Secretário-executivo da Comissão Nacional de Fortalecimento das Reservas Extrativistas e Povos Tradicionais Costeiros e Marinhos;
  • Cristiano Wellington Norberto Ramalho – Professor de sociologia da Universidade Federal de Pernambuco e especialista em pesca e aquicultura;
  • Ederson Pinto da Silva – ex-diretor geral do departamento de pesca, aquicultura, quilombolas e unidades indígenas da secretaria do desenvolvimento rural, pesca e cooperativismo do Rio Grande do Sul;
  • Flávia Lucena Frédou – Professora da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), pós-doutora em ciências da pesca e da aquicultura pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da França;
  • João Felipe Nogueira Matias – Engenheiro de pesca, doutor em biotecnologia dos recursos pesqueiros, ex-secretário de planejamento e ordenamento da aquicultura, do Ministério da Pesca.

Planejamento, Orçamento e Gestão

  • Enio Verri – Deputado federal (PT-PR);
  • Esther Duek, economista e professora;
  • Antônio Correia Lacerda – Presidente do Conselho Federal de Economia.

Povos Originários

Sônia Bone de Souza Silva Santos (Sônia Guajajara). Imagem: Brasil de Fato.
  • Benki Piyãko (Benki Ashaninka) – Representante político e xamânico do povo Ashaninka;
  • Célia Nunes Correa (Célia Xakriabá) – Professora ativista indígena do povo Xakriabá em Minas Gerais, integra a Articulação Nacional das Mulheres Indígenas Guerreiras da Ancestralidade e é deputada eleita (PSOL-MG);
  • Davi Kopenawa Yanomami – Escritor, ator, xamã e líder político yanomami. Atualmente é presidente da Hutukara Associação Yanomami;
  • João Pedro Gonçalves da Costa – Ex-deputado estadual, ex-senador pelo Amazonas, servidor do Incra aposentado, ex-Superintendente do INCRA e ex-Presidente da Funai;
  • Joênia Batista de Carvalho (Joênia Wapichana) – Primeira mulher indígena a exercer a advocacia no Brasil, primeira mulher indígena a ser eleita deputada federal (Rede-RR) em 2018;
  • Juliana Cardoso – Educadora, ativista dos movimentos sociais e sindical, vereadora (PT-SP). Foi eleita deputada federal pelo estado de São Paulo;
  • Márcio Augusto Freitas de Meira  – Historiador e antropólogo do Museu Paraense Emílio Goeldi,ex-presidente da Funai (2007 e 2012);
  • Marivelton Baré – Presidente da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro – FOIRN;
  • Sônia Bone de Souza Silva Santos (Sônia Guajajara) – Líder indígena brasileira, formada em Letras e em Enfermagem, especialista em Educação Especial pela Universidade Estadual do Maranhão, deputada federal eleita (PSOL-SP);
  • Tapi Yawalapiti – Liderança e cacique do povo Yawalapiti da região do alto Xingu.

Previdência Social

  • Alessandro Antônio Stefanutto – Procurador federal, ex-coordenador-geral de Administração das Procuradorias, ex-chefe da Procuradoria Federal Especializada do INSS (PFE/INSS);
  • Eduardo Fagnani – Professor Doutor do Instituto de Economia da Unicamp, coordenador da pós-graduação em Desenvolvimento, pesquisador do Centro de Estudos Sindicais e do Trabalho, e editor da Revista Política Social e Desenvolvimento;
  • Fabiano Silva – Coordenador na Comissão de Direitos e Prerrogativas da OAB-SP, membro da Comissão de Previdência da OAB-SP e da Comissão de Previdência do Conselho Federal da OAB;
  • Jane Berwanger – Professora, advogada e doutora em direito previdenciário;
  • José Pimentel – Ex-senador (PT-CE), ex-ministro de estado da Previdência Social durante o governo Lula, foi deputado federal por quatro mandatos consecutivos;
  • Luiz Antônio Adriano da Silva – Secretário-geral nacional do Solidariedade. Integrou o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e o Sindicato de Tatuí. Fez parte do Conselho de Assistência Social e do Conselho de Previdência Social.

Relações Exteriores

  • Aloysio Nunes Ferreira – Advogado, ex-senador (PSDB-SP) e ex-ministro das Relações Exteriores;
  • Audo Faleiro – Agrônomo, diplomata e ex-assessor para assuntos internacionais da Presidência da República nos governos Lula e Dilma;
  • Celso Amorim – Professor e diplomata brasileiro, ex-ministro das Relações Exteriores e da Defesa durante os governos Itamar Franco, Lula e Dilma Rousseff;
  • Cristovam Buarque – Economista, ex-governador do Distrito Federal, ex-reitor da Universidade de Brasília, ex-senador e ex-ministro da Educação no governo Lula;
  • Monica Valente – Psicóloga e ex-secretária de Relações Internacionais do PT;
  • Pedro Abramovay – Advogado, doutor em ciência política e ex-secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça no governo Lula;
  • Romênio Pereira – Secretário de Relações Internacionais do Partido dos Trabalhadores.

Saúde

  • Alexandre Padilha – Médico, deputado federal (PT-SP), ex-ministro das Relações Institucionais do Governo Lula e ex-ministro da Saúde do Governo Dilma Rousseff;
  • Arthur Chioro – Médico sanitarista, professor da Unifesp, foi ministro da saúde no governo Dilma;
  • Fernando Zasso Pigatto – Presidente do Conselho Nacional da Saúde;
  • Humberto Costa – Senador (PT-PE) e líder do PT no Senado. Foi Ministro da Saúde durante o governo Lula;
  • José Gomes Temporão – Pesquisador da Fiocruz, membro da Academia Nacional de Medicina e ex-ministro da saúde dos governos Lula e Dilma;
  • Lúcia Souto – Presidenta do Centro Brasileiro de Estudos da Saúde, Médica sanitarista, pesquisadora da Fiocruz, ex-deputada estadual (PPS-RJ);
  • Ludhmila Abrahão Hajjar – Professora da Faculdade de Medicina da USP, coordenadora de Cardio-Oncologia do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas e coordenadora de Cardiologia do Instituto do Câncer do estado de São Paulo;
  • Maria do Socorro de Souza – Doutora em educação e em ciências da saúde, pesquisadora da Fiocruz e primeira mulher a presidir o Conselho Nacional de Saúde;
  • Miguel Srougi – Professor da Faculdade de Medicina da USP e da Escola Paulista de Medicina e uma das principais referências nacionais na Oncologia;
  • Nísia Trindade Lima – Cientista social e socióloga, atual presidente da Fundação Oswaldo Cruz. É a primeira mulher a comandar a Fiocruz em 120 anos de história da instituição, sendo a mais votada na eleição interna;
  • Regina Fatima Feio Barroso – Doutora em odontologia e superintendente do Complexo Hospitalar Universitário da UFPA;
  • Roberto Kalil Filho – Médico cardiologista, fundador do Centro de Cardiologia do Hospital Sírio-Libanês, diretor clínico do Instituto do Coração (InCor) e professor da Faculdade de Medicina da USP.

Trabalho

  • Adilson Araújo – Presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB);
  • André Calixtre – Pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, ex-chefe da Assessoria Técnica da Presidência do IPEA e assessor no Gabinete do Ministro da Secretaria-geral da Presidência da República durante o governo Dilma;
  • Clemente Ganz Lucio – Sociólogo, foi diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) e membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social;
  • Fausto Augusto Júnior – Professor universitário e diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (DIEESE);
  • Laís Abramo – Socióloga, mestre e doutora em Sociologia pela USP, ex-diretora da Divisão de Desenvolvimento Social da CEPAL (2015-2019), ex-diretora da OIT no Brasil (2005-2015) e Especialista Regional em Gênero e Trabalho da OIT para a América Latina (1999-2005);
  • Miguel Torres – Presidente da Força Sindical;
  • Patrícia Vieira Trópia – Doutora em Ciências Sociais pela Unicamp, docente do Instituto de Ciências Sociais da Universidade Federal de Uberlândia. Presidiu a Associação Brasileira de Estudos do Trabalho no período 2020-2021;
  • Ricardo Patah – Presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT) e presidente do Sindicato dos Comerciários de São Paulo;
  • Sandra Brandão – Economista;
  • Sérgio Nobre – Presidente Nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Também coordenou o Setor Automotivo da Confederação Nacional dos Metalúrgicos.

Transparência, Integridade e Controle

  • Ailton Cardozo – Advogado e procurador do estado na Procuradoria Geral do Estado da Bahia;
  • Claudia Aparecida de Souza Trindade – Procuradora da Fazenda Nacional desde 1993. Atuou como Coordenadora da Atuação Judicial da Fazenda Nacional perante o STF e como assessora parlamentar da PGFN. É Conselheira Seccional da OAB/DF;
  • Cléucio Santos Nunes – Doutor em Direito do Estado pela UnB e Mestre em Direito Ambiental pela Universidade Católica de Santos. Especialista em Direito Tributário e Processo Tributário pela PUC/SP;
  • Eugênio Aragão – Advogado, subprocurador-geral da República aposentado, ex-ministro da Justiça;
  • Jorge Messias – Procurador da Fazenda Nacional, ex-subsecretário de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, ex-consultor jurídico do MEC e do MCTI;
  • Juliano José Breda – Advogado, pós-doutor em Direitos Fundamentais e Democracia pela Universidade de Coimbra;
  • Luiz Augusto Fraga Navarro de Britto Filho – Advogado e ex-ministro de Estado da Controladoria-Geral da União (CGU);
  • Luiz Carlos Rocha (Rochinha) – Advogado, mestre em direitos fundamentais, ex-Procurador-Geral de Município e ex-Presidente da Comissão de Direito do Consumidor da OAB/PR;
  • Manoel Caetano Ferreira Filho – Procurador de Estado aposentado, escritor, professor da UFPR e advogado;
  • Mauro Menezes – Advogado e ex-presidente da Comissão de Ética Pública da Presidência da República;
  • Paulo Henrique Saraiva Câmara – Governador de Pernambuco (PSB), economista e auditor do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE/PE);
  • Vânia Viera – Ex-diretora de Prevenção à Corrupção da CGU e ex-secretária de Transparência e Controle do governo do Distrito Federal.

Turismo

Marcelo Freixo. Imagem: Estado de Minas.
  • Arialdo Pinho – Ex-secretário da Casa Civil do Ceará e secretário de turismo do Ceará;
  • Chieko Aoki – Administradora e empresária do setor hoteleiro;
  • Carina Câmara – Superintendente da Secretaria de Estado do Turismo do Piauí;
  • Luiz Barreto – Sociólogo, ex-presidente do Sebrae e ministro do Turismo;
  • Marcelo Freixo – Professor e deputado federal (PSB-RJ);
  • Veneziano Vital do Rego – Advogado e senador (MDB-PB);
  • Marta Suplicy – Psicóloga, psicanalista e sexóloga, ex-prefeita de São Paulo (PT), ministra da cultura e ministra do turismo;
  • Orsine Oliveira Júnior – Ex-secretário de Turismo do Amazonas.

E aí, conseguiu compreender quais são os papéis desempenhados pela equipe de transição do governo? Conhece algum dos nomes selecionados para a composição dos cargos? Deixe sua opinião ou dúvidas nos comentários!

Referências

GoCache ajuda a servir este conteúdo com mais velocidade e segurança

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este conteúdo!

ASSINE NOSSO BOLETIM SEMANAL

Seus dados estão protegidos de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)

FORTALEÇA A DEMOCRACIA E FIQUE POR DENTRO DE TODOS OS ASSUNTOS SOBRE POLÍTICA!

Conteúdo escrito por:
Faço parte da equipe de conteúdo da Politize!. Cientista social pela UFRRJ, pesquisadora na área de Pensamento Social Brasileiro, carioca e apaixonada pelo carnaval.

Equipe de transição: o que faz, quanto ganha e quais são os nomeados

12 jun. 2024

A Politize! precisa de você. Sua doação será convertida em ações de impacto social positivo para fortalecer a nossa democracia. Seja parte da solução!

Pular para o conteúdo