Navegue por categria

Por que é importante falarmos em cidadania?

Publicado em:
Compartilhe este conteúdo!
Imagem representando a diversidade étnico-racial da sociedade
Imagem: Estudo Kids.

O conceito de cidadania é uma ideia dinâmica que se renova constantemente diante das transformações sociais, dos contextos históricos e principalmente diante das mudanças de paradigmas ideológicos. A cidadania conhecida na antiguidade clássica não é a mesma cidadania pela qual lutamos hoje e nem  a que aspiramos concretizar nas gerações futuras.

As ideias iluministas foram muito importantes para o desenvolvimento do que hoje entendemos por cidadania. Os filósofos iluministas, sobretudo John Locke, Voltaire e Jean-Jacques Rousseau, formularam as bases para a percepção moderna da relação entre Estado e indivíduos, ao conceber o ser humano como um indivíduo dotado de razão e de direitos intrínsecos à natureza (“direitos naturais”), como o direito à vida, à liberdade e à propriedade. Desta forma, abriu-se espaço para o nascimento do Estado de Direito.

A base para a concepção de cidadania é a noção de Direito. E a história do desenvolvimento da cidadania está relacionada à conquista de quatro tipos de direitos: os direitos civis, políticos, sociais e humanos.

Há muito tempo cidadania deixou de ser simplesmente o direito de votar e ser votado e assumiu a luta pela educação de qualidade, saúde, informação, poder de participação na vida pública, igualdade de oportunidades, etc. Desta forma, a história da cidadania foi por muitas vezes confundida com a história das lutas pelos direitos humanos.

Veja também: qual a importância de se interessar por política?

Mas afinal, o que é ser cidadão?

Ser cidadão é compor-se a uma sociedade. O homem é um ser essencialmente social que se encontra inserido em um conjunto de redes sociais mais amplas (família, amigos, vizinhos, etc.) na qual adquire sua identidade enquanto ser humano e os meios fundamentais para a sua sobrevivência.

Assista o TED Talk do Gabriel Marmentini da Politize! sobre democracia!

Ser cidadão é ter consciência de que é um sujeito de direitos. Direitos à vida, à liberdade, à propriedade, à igualdade, enfim, direitos civis, políticos e sociais. Entretanto, cidadania pressupõe também deveres. O cidadão tem que ser consciente das suas responsabilidades enquanto parte integrante de um grande e complexo organismo que é a coletividade e, para que alcancemos o bom funcionamento, todos têm que dar sua parcela de contribuição. Somente assim se chega ao objetivo final, coletivo: a justiça em seu sentido mais amplo, ou seja, o bem comum.

A cidadania expressa um conjunto de direitos que dá a pessoa a possibilidade de participar ativamente da vida e do governo do seu povo. Quem não tem esse direito está à margem ou excluído da vida social e da tomada de decisões.

Você sabe o que são direitos humanos? Descubra agora!

E hoje, a quantas anda nossa cidadania?

No Brasil o conceito de cidadania também passou por um processo evolutivo, sendo a cidadania plena um objetivo a ser alcançado.

Desde a abolição da escravatura, da conquista do voto feminino, passando pelo período de redemocratização do país, do movimento das “diretas já”, do impeachment do Collor até a efetivação paulatina de direitos sociais, temos conquistado espaços de maior presença dos cidadãos na condução do destino de nosso país.

Será que ainda existe escravidão no Brasil? Clique para saber!

A Constituição da República de 1988 foi, sem dúvida, um dos marcos deste avanço. Apelidada de Constituição Cidadã, foi a partir de 1988 que novos instrumentos foram colocados à disposição daqueles que lutam por um país cidadão, como por exemplo, o sufrágio universal, o voto direto e secreto, além do surgimento de estatutos como o Estatuto da Criança e do Adolescente, Estatuto do Idoso, etc.

Mas ainda assim a cidadania é uma conquista diária. Não há como compreendermos o conceito de cidadania sem considerarmos seus vários aspectos e relacionarmos a com os direitos humanos, com a democracia e com a ética.

Cidadania implica vivermos em sociedade, na construção de relações, na mudança de mentalidade, na consciência e reivindicação dos direitos, mas também no cumprimento dos deveres. Isto não se aprende com teorias, mas na luta diária, nos exemplos e principalmente com a educação de qualidade, grande propulsora para que o indivíduo possa desenvolver suas potencialidades e conscientizar-se de seu papel social que pode e deve fazer a diferença na construção de uma sociedade mais justa, livre e solidária.

Se interessou por este assunto? Então confira os seguintes conteúdos também:

Buscando promover ainda mais o conceito de cidadania consciente, a Politize! fez uma parceria de conteúdos em vídeos com o canal Poços Transparente. Acesse www.youtube.com/Politize e aproveite os vídeos para aprender ainda mais!

Para você, o que é ser cidadão? Conta pra gente nos comentários!

Atualizado em 5 de novembro de 2019.

GoCache ajuda a servir este conteúdo com mais velocidade e segurança

22 comentários em “Por que é importante falarmos em cidadania?”

  1. Kesia Fabricia Guedes da Silva Souza

    Ser cidadão é ter direito à vida, à liberdade, à propriedade, à igualdade perante a lei: ter direitos civis. É também participar no destino da sociedade, votar, ser votado, ter direitos políticos.

  2. Ser cidadão é respeitar e ser respeitado, é ser empático,é ser cumpridor dos direitos e obrigações e nunca confundir liberdade com libertinagem.

  3. Marcia cristina gomes dos santos

    Cidadania implica vivermos em sociedade, na construção de relações, na mudança de mentalidade, na consciência e reivindicação dos direitos, mas também no cumprimento dos deveres. Isto não se aprende com teorias, mas na luta diária, nos exemplos e principalmente com a educação de qualidade, grande propulsora para que o indivíduo possa desenvolver suas potencialidades e conscientizar-se de seu papel social que pode e deve fazer a diferença na construção de uma sociedade mais justa, livre e solidária.

  4. MARIA ERICA DAS CHAGAS RIBEIRO

    Ser cidadão é participar ativamente na sociedade em que vive, exercendo seus direitos e deveres de cidadão. buscando sempre melhorias na coletividade e também no individual, mas a sua luta constante é o bem-estar para todos.

  5. claudia valeria bairros oliveira de andrade

    ser cidadão e ter ética moral boa educação se todas as pessoas se colocassem no lugar uma das outras o mundo seria melhor não teria tanta injustiça fome miséria falta de respeito solidariedade mas infelizmente e cada um por si .

  6. inajá Maria dos Santos

    Cidadão é um indivíduo que convive em sociedade, exercendo os seus deveres e usufruindo de seus direitos.
    Ser cidadão é ter direito à vida, à liberdade, à propriedade, à igualdade perante a lei: ter direitos civis. É também participar no destino da sociedade, votar, ser votado, ter direitos políticos. Os direitos civis e políticos não asseguram a democracia sem os direitos sociais, aqueles que garantem a participação do indivíduo na riqueza coletiva: o direito à educação, ao trabalho justo, à saúde, a uma velhice tranquila.

  7. Inajá maria dos santos

    A importância de falar de cidadania, é porque ser cidadão é ter consciência de que é um sujeito de direitos. Direitos à vida, à liberdade, à propriedade, à igualdade, enfim, direitos civis, políticos e sociais. Entretanto, cidadania pressupõe também deveres. O cidadão tem que ser consciente das suas responsabilidades enquanto parte integrante de um grande e complexo organismo que é a coletividade e, para que alcancemos o bom funcionamento, todos têm que dar sua parcela de contribuição. A cidadania expressa um conjunto de direitos que dá a pessoa a possibilidade de participar ativamente da vida e do governo do seu povo. Quem não tem esse direito está à margem ou excluído da vida social e da tomada de decisões. Eu como cidadã brasileira, posso participar ativamente da vida e do governo do seu povo. se eu não tiver esse direito estou à margem ou excluída da vida social e da tomada de decisões.

  8. Maria Érica das Chagas Ribeiro

    Ser cidadão é ter direitos e deveres na sociedade onde vivemos, usando dos mesmos para contribuirmos para uma sociedade mais justa para todos.

  9. Ser cidadão é saber que suas idéias e pensamentos vão agregar de uma forma direta e indiretamente no funcionamento de uma socidade mais justa e promissora no que tange a familia, trabalho e nos meios sociais em geral. E se acaba gerando uma rede forte de direitos e deveres socias que vai nos proporcionar uma melhor racionalização do convívio humanistico e aliar as melhores formas de distribuição de qualidade de vida como, educação, estudo e trabalho.

  10. MARCIA SILVA DE MACEDO

    Ser cidadão e saber que temos o direito humanitário de ir e vir ,direito aa saúde, escola, direito do voto livre, enfim direitos civis e sociais, mas sabendo ele que esses direitos pode vir acompanhados de responsabilidades e deveres também .

  11. Milena Kauane Pereira de Castro de Oliveira

    A cidadania tem sido responsável por garantir o bem-estar da sociedade,responsabilizando cada indivíduo a cumprir seus deveres e a terem seus direitos, alcançando assim uma sociedade mais justa e digna

  12. Ser cidadão é olhar o próximo com empatia, a qual merece o devido respeito e justiça. É se colocar no lugar do outro, para que não venhamos praticar injustiças e/ou atitudes que diminua o outro como cidadão.

  13. Simone F. de Oliveira

    Ser cidadão é ter mente que somos responsáveis por nossos atos, pois mesmo que de forma individual, estes podem ter reflexos, direta ou indiretamente, à outros cidadãos. Pois se vivemos em sociedade, tudo o que fazemos, refletirá, agora ou mais tarde, àqueles que nos cercam.

  14. Cidadania é o continuo exercício e manutenção dos deveres e direitos à própria dignidade.
    É realmente o direito à vida no sentindo mais pleno.
    E nunca poderá se resumir somente no ato de poder votar .

  15. Fluvia Maria Camarneiro Ferreira

    Ser Cidadão é ter Direito a Vida há Participação Direta nas Decisões, tentar Fazer uma Sociedade Justa e Igualitária usando seus Direitos, e Principalmente seus Deveres Civis.

  16. Daniely Nassar de Peder

    Entendo que cidadania está relacionado a sabermos sobre nossos direitos e deveres em sociedade, na construção de relações, na mudança de mentalidade, na consciência para que todos possam ter uma convivência justa e igualitária.

  17. Falar em cidadania é importante quanto exercer a cidadania. Vivemos em grupo, inseridos em uma forma social onde devemos estar preparados para ser cidadãos que sabem de seus direitos e lutam por eles, bem como seus deveres. Cidadania é respeitar, participar, ser consciente na hora de escolher, buscar conhecimento, evoluir, ser melhor.

  18. Keythe De Paula Souza Alves

    Ser cidadão é saber que temos nossos direitos, a saúde a moradia educação de qualidade e através do voto temos o dever de cobrar.

  19. Valdecir Soares

    A cidadania abrange os direitos e responsabilidades dos indivíduos em uma sociedade, assim como sua participação ativa na vida coletiva, visando o bem comum e o respeito aos direitos humanos.

  20. Ao falarmos sobre cidadania nós ajudamos a integrar a participacão ativa dos individuos na sociedade. Para que entendam seus direitos e responsbilidade e assim expressando a igualdade dos mesmos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este conteúdo!

ASSINE NOSSO BOLETIM SEMANAL

Seus dados estão protegidos de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)

FORTALEÇA A DEMOCRACIA E FIQUE POR DENTRO DE TODOS OS ASSUNTOS SOBRE POLÍTICA!

Conteúdo escrito por:
Redatora voluntária do Politize!

Por que é importante falarmos em cidadania?

14 jun. 2024

A Politize! precisa de você. Sua doação será convertida em ações de impacto social positivo para fortalecer a nossa democracia. Seja parte da solução!

Pular para o conteúdo