Navegue por categria

Guerra dos Emboabas: de quem é o ouro?

Publicado em:
Compartilhe este conteúdo!

A Guerra dos Emboabas ocorreu nos anos de 1707 e 1709. Aconteceu devido ao interesse na exploração na região das minas, a guerra envolveu paulistas e pessoas de várias regiões do país.

Os bandeirantes paulistas foram os primeiros a descobrir o ouro na região. A notícia se espalhou e muitos ficaram interessados na riqueza do lugar, o que revoltou os paulistas, pois eles não tinham interesse em dividir. Quer saber mais? Então continue a leitura que a Politize! vai te contar!

Maiores produtores de açúcar – antes da Guerra

Em 1500, quando os portugueses invadiram as terras brasileiras, eles já estavam em busca de metais preciosos, mas não obtiveram sucesso de início.

Leia também sobre: Descobrimento do Brasil em 1500: descoberto ou invadido?

A partir disso, se deu a extração do pau-brasil, que era abundante na região. Todavia, a cana-de-açúcar foi a fonte de riqueza de Portugal. Assim, iniciou-se o processo de exploração e, entre os séculos XVI e XVII, o Brasil se tornou o maior produtor de açúcar.

Ilustração de escravos transformando cana de açucar em açucar.
Economia Açucareira no Brasil. Imagem: Infoescola.

Leia também sobre: Pau-Brasil: tudo sobre a árvore que deu nome ao nosso país

Anos mais tarde, em 1630 a 1654, houve a invasão dos holandeses no território nordestino e se apossaram dos engenhos de açúcar. Houve um conflito entre portugueses e holandeses no território que gerou muitos prejuízos a economia na época.

Entretanto, os holandeses, derrotados, partiram para as Antilhas com muito conhecimento sobre o mercado da época e se tornaram os maiores produtores de açúcar, tirando Portugal do pódio.

pintura de navios em expedição.
Invasões Holandesas. Imagem: MultiRio

A busca pelo Ouro

A crise do açúcar reacendeu a busca pelo ouro. A coroa portuguesa organizou expedições, que foram chamadas de Entradas, para o para o sertão brasileiro em busca dos metais preciosos. Eles chegaram a Capitania de São Vicente, no Sul, onde havia um vilarejo fundado por padres jesuítas que se chamava São Paulo de Piratininga.

Os paulistas viviam de forma muito diferente do Nordeste, eles investiram na produção interna (economia de subsistência) e não tinham relação com o mercado europeu, sua economia era voltada aos moradores da região. Por isso, precisavam de mão de obra e não tinham acesso ao trabalho escravo oriundo do continente africano, então buscavam pelos povos indígenas que fugiram do litoral após a chegada dos portugueses.

Saiba mais sobre: Como era a economia colonial?

A partir disso, os paulistas foram chamados de bandeirantes, devido as expedições que partiam de São Paulo em direção ao Sertão Brasileiro, em busca dos povos indígenas para trabalharem como escravos e, também, de metais preciosos. Essas expedições foram chamadas de Bandeiras.

ilustração de bandeirantes
Bandeirantes. Imagem: Aventuras na História.

As expedições começaram a ocupar o sertão, e, ao final do século XVII, os bandeirantes descobriram as primeiras minas de ouro na região de Sabará (onde atualmente é a região metropolitana de Belo Horizonte).

Desde que os primeiros indícios de ouro foram encontrados nos vales dos rios (chamados de ouro de aluvião), a notícia se espalhou e começou uma corrida para região de todos aqueles que tinham o desejo de enriquecer.

Isso gerou muitos conflitos pelas terras e não demorou muito para se tornar um palco de conflitos armados. O ouro era de quem encontrasse, independente de quem chegasse primeiro, mas os bandeirantes queriam só para eles.

E entre 1708 e 1709, deu início a Guerra dos Emboabas. Essa palavra tem origem indígena, da língua tupi que significa “estrangeiro”, “forasteiro”. Os bandeirantes utilizaram para denominar as pessoas que chegaram de outra religião atrás do “do seu ouro”.

A Guerra dos Emboabas

Os emboabas tinham como objetivo enfraquecer o domínio paulista e chegaram a matar dois chefes paulistas que tentaram impor seu domínio na região.

Entre os maiores embates, o do Capão Redondo foi responsável pela morte de mais de 300 paulistas. Dessa forma, também tomaram o controle de duas das três principais áreas de mineração.

Com isso, os emboabas também nomearam o seu líder, Manoel Dias Viana, como governador das minas, essa atitude provocou a Coroa Portuguesa. Já os paulistas, eram liderados por Manuel de Borba Gato. O conflito acontecia próximo a atual cidade mineira do Tiradentes, chamada Capão da Traição.

imagem de guerra com vários soldados brigando
Guerra dos Emboabas. Imagem: Notícias e Concursos.

O líder dos emboabas, depois foi destituído e expulso das minas pela Coroa Portuguesa e por Antônio De Albuquerque Coelho de Carvalho, governador do Rio de Janeiro e a Guerra dos Emboabas chegou ao final.

Saiba mais sobre: Tiradentes e a Inconfidência Mineira!

Vitória dos Emboabas

Os emboabas derrotaram os bandeirantes e exerceram seu domínio. Porém, mesmo derrotados, os paulistas não desistiram e começaram novas expedições com destino a Goiás e Mato Grosso.

A coroa portuguesa com medo de que a região se tornasse um território livre, tomou suas medidas para desacelerar o processo. Houve a separação das capitanias de São Paulo e Rio de Janeiro, e criou-se a Capitania das Minas de Ouro.

A coroa também começou a cobrar impostos pelo ouro extraído, chamado de “o quinto”, que denominava que o quinto ouro extraído pertencia ao rei.

Ciclo da mineração no Brasil. Imagem: Notas Geo.

A derrota dos paulistas não os abalou. Eles descobriam que o ouro não estava concentrado só em um lugar e assim começou a interiorização do Brasil, com a criação das vilas para acomodar os aventureiros que queriam enriquecer.

A economia foi diversificada, pois não dependiam apenas da exportação, tornando o comércio das vilas lucrativo.

A coroa portuguesa começou a fiscalizar a exploração do ouro com cobranças, se tornando um peso para o país. Isso gerou muita revolta entre os mineiros e trouxe a possibilidade do Brasil se tornar independente.

Saiba mais: 7 de setembro: Entenda a Independência do Brasil.

E aí, você conhecia a Guerra dos Emboabas? Deixe suas dúvidas nos comentários!

Referências:

GoCache ajuda a servir este conteúdo com mais velocidade e segurança

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este conteúdo!

ASSINE NOSSO BOLETIM SEMANAL

Seus dados estão protegidos de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)

FORTALEÇA A DEMOCRACIA E FIQUE POR DENTRO DE TODOS OS ASSUNTOS SOBRE POLÍTICA!

Conteúdo escrito por:
Meu nome é Giovanna, sou graduanda em comunicação social – jornalismo. Baiana, nascida e criada, resido na cidade de Salvador, e talvez, por influência de uma cidade tão rica culturalmente, eu sou apaixonada por estudos socioculturais e históricos. Aprender mais sobre a cultura brasileira é um prazer imenso, e poder atuar na educação política do nosso país, juntamente com a equipe incrível da Politize, é mais que um prazer, é um privilégio!

Guerra dos Emboabas: de quem é o ouro?

17 jun. 2024

A Politize! precisa de você. Sua doação será convertida em ações de impacto social positivo para fortalecer a nossa democracia. Seja parte da solução!

Pular para o conteúdo