Embaixadora Bruna Batista Lima

Bruna, quando criança, na escola.

Bruna, quando criança, na escola.

 

Enquanto as crianças do bairro assistiam desenhos animados, Bruna, de 6 anos, também ficava com os olhos vidrados na TV, mas não era na hora do desenho, e sim da propaganda eleitoral! Atenta, ouvia as propostas que cada um dos candidatos tinham para a sua região.

Com enorme apoio de sua mãe, que sempre lhe inspirou pela maneira de enxergar além do que estava ao alcance de seus olhos, a vocação de Bruna para a política – e até o sonho de ser Governadora – começaram na infância.

Ao crescer, ela passou a enxergar cada vez mais a política como um instrumento de transformação social. No entanto, ficava incomodada com a distância que as pessoas sentiam em relação ao universo político. Por isso, Bruna sempre desafiou essa percepção, acreditando que a política não deveria ser somente para aqueles “com mandato, mas que todos podem participar e tomar alguma responsabilidade.”

Após se engajar em uma série de projetos, Bruna ainda não se sentia totalmente contemplada e seguia em busca de mudanças, porém sem muita clareza sobre onde poderia dedicar sua força. Nesse momento, em março de 2019, o programa de Embaixadores do Politize! acabava de chegar em Manaus.

“Entrar para o Politize! foi um ato de coragem […] Eu quis mudar minha vida e o Politize! fez parte dessa mudança”.

Formação de Embaixadores na turma de Manaus (AM) em 2019. (Bruna é a primeira mulher da direita para a esquerda na foto)

Formação de Embaixadores na turma de Manaus (AM) em 2019. (Bruna é a primeira mulher da direita para a esquerda na foto)

Quando questionada sobre o momento mais marcante em sua jornada como Embaixadora, sem hesitar, conta que foi o dia em que visitou a comunidade ribeirinha de Caviana com outros dois amigos Embaixadores. Após quatro horas de viagem “a jato”, (como é chamado o barco que os levou pelo Rio Solimões) ela se deparou não apenas com uma turma, mas sim com uma escola inteira esperando ansiosamente pela atividade do pessoal do Politize!.

Era uma tarde chuvosa, a escola estava em reforma, havia uma goteira no telhado e o microfone estava falhando, quando os mais de 100 alunos se reuniram no refeitório para ouvir os Embaixadores falarem. Depois de um breve momento de nervosismo por conta dos problemas técnicos, Bruna se sentiu tranquila com a receptividade dos adolescentes e soltou sua voz para superar o barulho da chuva. Cheios de vontade de aprender, os alunos prestavam atenção em cada palavra, e na medida que aprendiam, ensinavam. Deixando assim, os Embaixadores impressionados com o contraste entre seus rostos tão novos e uma consciência tão complexa sobre política e democracia.

Bruna falando durante a atividade com a turma da escola da comunidade de Cavianas (AM).

Bruna falando durante a atividade com a turma da escola da comunidade de Cavianas (AM).

Após o sol se pôr, chegou a vez da turma EJA (Educação para Jovens e Adultos) participar. Entusiasmados, transbordavam ideias sobre política e trouxeram à Bruna, como ela mesmo relata, uma perspectiva muito própria das suas visões de realidade, da vida e os problemas de jovens do interior do Amazonas, muito distantes de qualquer grande centro urbano.

Depois de passar o dia em Cavianas, os alunos estavam encantados pelos Embaixadores e os professores cobravam sua volta para mais atividades. Carregando a sensação de ter vivenciado uma experiência incrível e que a partir de agora, estava preparada para qualquer desafio, às 3 horas da manhã Bruna embarcava no “a jato” e retornava à Manaus.

Essa história é baseada nos relatos da Embaixadora Bruna Batista Lima de Manaus. Ela faz parte da rede de Embaixadores Politize! desde de 2019. Junto com a Bruna, há uma rede de voluntários comprometidos a fortalecer nossa democracia, levando educação política de qualidade para qualquer pessoa, em todos os cantos do Brasil!

Quer ser parte dessa rede que está transformando o Brasil?

Acesse https://www.politize.com.br/embaixadores-politize/

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar no debate?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *