Navegue por categoria

A camisa da seleção brasileira: um símbolo do povo brasileiro

Publicado em:
Compartilhe este conteúdo!
Novo uniforme da Seleção Brasileira de Futebol – Copa 2022. Imagem: Divulgação CBF/ Nike.

A camisa da seleção brasileira é um símbolo de orgulho nacional. Desde a Copa do Mundo de 1958, a seleção brasileira vem usando a camisa amarela como símbolo de vitória. A camisa é feita com o tecido mais fino e leve, para que os jogadores possam se sentir confortáveis durante os jogos. Além da camisa amarela, a seleção brasileira também usa a camisa azul como segunda camisa. A camisa azul é usada em jogos contra seleções que usam o amarelo como cor principal.

O futebol brasileiro é famoso no mundo inteiro por seu forte espírito de equipe e sua fantástica rivalidade local com a Argentina. A seleção brasileira também tem uma história bastante interessante. Uma camisa que representa este vínculo histórico é algo que nunca é demais ter!

A camisa da seleção brasileira é uma das mais icônicas do futebol. Nosso time já venceu muitos campeonatos e fez história com essa camisa. Aqui, contamos tudo sobre a história dessa camisa para você.

Aliás, esta introdução futebolística foi apenas para nós te contarmos tudo o que coletamos sobre a evolução das camisas da Seleção Brasileira em Copas do Mundial. Bora lá?

Veja também nosso vídeo sobre o país sede da Copa do Mundo: o Catar!

A camisa da seleção brasileira: um símbolo do povo brasileiro

A camisa da seleção brasileira de futebol é um tributo à história do esporte no país. A primeira camisa foi usada em 1914 e desde então o Brasil tem orgulho de representar o futebol em todo o mundo.

O futebol é um dos esportes mais populares do Brasil e a seleção brasileira é uma das mais vitoriosas do mundo, com cinco títulos mundiais. A camisa da seleção é um símbolo de orgulho nacional e de um país que ama o futebol.

A camisa da Seleção Brasileira é uma peça icônica do futebol que tem sido utilizada por mais de 200 jogadores, técnicos e torcedores diferentes ao longo da história.

A camisa da seleção brasileira passou por muitas modificações ao longo de sua história. O primeiro uniforme oficial foi introduzido em 1914, com camisa branca, calção azul e meias azuis.

A cada mudança, sempre há opiniões diferentes sobre o que deve ser feito para melhorá-lo ou o que precisa ser alterado de volta aos designs anteriores — mas uma coisa que sempre é acordada é que é importante para o brasileiro ter sua própria identidade única por meio de suas camisas.

Veja também: Nacionalismo: o que é?

Os fornecedores de uniforme que mais vestiram a Seleção Brasileira

Desde a década de 1950, apenas cinco fornecedores trabalharam com a Seleção Brasileira na Copa do Mundo. A marca “Athleta” vestiu a camisa da seleção 1954 até a 1977! A marca tem 3 campeonatos mundiais. A Umbro em 94 e a Nike em 2002 são outros fornecedores com vários títulos.

Não foi possível coletar dados antes de 1950. A aliança entre a Athleta e o Brasil terminou em 77. Na Copa do Mundo de 1978, já vemos uma seleção que usa a marca global das três listras: a Adidas.

Desde a data do primeiro jogo oficial da seleção nacional em 1914 até 1950, não temos qualquer registro de algum fornecedor. O escudo CBD foi usado pela primeira vez em 1917. Desde a década de 1970, à medida que a competição por fornecimento uniforme se intensificou, sua presença aumentou. Não houve tantas mudanças de marca na seleção brasileira.

Desde 1993, a Umbro foi a fornecedora oficial de uniformes da seleção brasileira de futebol. Em 1998, a Nike assumiu o contrato e desde então tem produzido as camisas amarelas que são símbolos do time brasileiro.

Contrato de publicidade

Fundada em 1935 na cidade de São Paulo, a Malharia Santa Isabel foi referência de moda esportiva nos anos 40. A empresa escolheu a marca Athleta para identificar seus artigos esportivos.

A seleção brasileira, na verdade, só assinou um contrato de publicidade com uma empresa em 1978. Nessa época, a Adidas assumiu a produção dos uniformes do Brasil. A marca alemã assumiu o controle em 1977 e tornou-se a fornecedora da seleção. O acordo foi assinado com a CBD na época.

A CBF foi criada como entidade em 1979. E com ela, chegou a Topper. Curiosamente, o Instituto Brasileiro do Café patrocinou a seleção este ano, estampando sua marca na camisa da seleção brasileira (ao lado direito do peito).

Outro dado interessante é que só, em 1986, a marca do fornecedor esportivo estampou sua logomarca na camisa da seleção brasileira. Antes, não fazia parte do uniforme principal. Em 1987, a Coca-Cola substituiu o patrocinador principal do uniforme feito pela Topper. Foi um amistoso contra o Chile. E logo após essa partida, a FIFA proibiu qualquer seleção de ter patrocínios na camisa.

Qual o significado da sigla CBF na camisa do Brasil?

A primeira entidade nacional de futebol surgiu no dia 8 de junho de 1914, com a criação da Federação Brasileira de Sports. Em 5 de dezembro de 1916, o nome foi alterado para Confederação Brasileira de Desportos (CBD). A CBD passou a se chamar Confederação Brasileira de Futebol em 24 de setembro de 1979.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) é uma entidade privada que regula o futebol no Brasil. É uma confederação esportiva que atua como uma associação de ligas, clubes e federações estaduais de futebol do Brasil. A CBF é a maior e mais antiga confederação de futebol do mundo, com mais de 100 anos de história.

A CBF é uma das principais responsáveis pelo desenvolvimento do futebol no país e tem um papel importante na promoção do esporte. A sigla representa a união de todos os brasileiros e a força do futebol no país. A camisa do Brasil é um símbolo muito importante para todos os brasileiros e a sigla CBF representa isso.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) é a entidade máxima do futebol brasileiro. É uma confederação de futebol que pertence à União das Associações de Futebol da América do Sul (CONMEBOL) e à Federação Internacional de Futebol (FIFA). A sigla CBF aparece na camisa do Brasil porque a seleção brasileira de futebol é uma das mais bem-sucedidas do mundo, com cinco títulos mundiais e nove títulos da Copa América.

Veja também: Entenda a importância da FIFA para o futebol mundial

Confira abaixo algumas das principais mudanças que ocorreram no uniforme da seleção ao longo dos anos

A evolução do uniforme acompanhou o crescimento e o sucesso do futebol brasileiro ao longo dos anos. Nos últimos anos, o uniforme do Brasil tem se mantido bastante tradicional, mas ainda assim é um dos mais bonitos e reconhecidos do mundo.

Veja também nosso vídeo sobre a relação entre a copa do mundo e a política brasileira!

Camisa da Seleção Brasileira Oficial de 2022:

A camisa da seleção brasileira para a Copa do Mundo de 2022 é vibrante e arrojada. Ela homenageia a coragem e a cultura de um povo que nunca desiste. “Inspirada na garra e beleza da onça, a camisa une todos os brasileiros”.

A camisa titular para a Copa do Catar traz uma estampa de onça, em referência ao animal muito comum no país. A textura do tecido também lembra a pele do animal, dando ao uniforme um toque ainda mais autêntico.

Camisa da Seleção Brasileira 2022. Imagem: Reprodução /Twitter da CBF.

Segundo uniforme de 2022:

Nesse modelo, a segunda camisa é azul, com mangas degradê em verde e amarelo com estampa de onça.

Uniforme 2 da Seleção para a Copa do Mundo FIFA 2022. Imagem: Reprodução/Nike.
Uniforme 2 da Seleção para a Copa do Mundo FIFA 2022. Imagem: Reprodução/Nike.

2018

O Brasil vestiu o amarelo clássico na Copa do Mundo de 2018 na Rússia. Embora o Brasil use amarelo desde 1954 — lembre-se que a derrota de 1950 marcou o fim do uniforme branco — os uniformes tiveram variações do tom amarelo ao longo dos anos e do design.

O modelo 2018 traz uma inspiração verdadeiramente chamativa: o tom amarelo da Copa do Mundo de 1970 — tom da cor que mais representa o sucesso nos gramados foi batizado de Ouro Samba (Samba Gold) pela Nike.

Uniforme da Seleção para a Copa de 2018. Imagem: Divulgação/Nike.

Azul Celestial: segundo uniforme

A camisa azul foi inspirada na conquista da Copa do Mundo de 1958 — intitulada de Azul Celestial (Soar Blue), tinha uma marca d’água, em estampa de mosaico, formada por estrelas que partem do escudo.

Comemora dois eventos importantes que marcaram a nossa história futebolística: a Copa do Mundo na Suécia (1958), que foi a primeira vez que o azul foi adotado oficialmente como segunda cor da seleção; e a primeira estrela a ser implantada no peito, uma honra concedida apenas aos campeões mundiais. Os números, como na época da competição, voltam a ter a cor amarela. Calção branco e meias azuis completam o uniforme.

2014

Uniforme usado pela seleção canarinha na Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Imagem: Getty Images.

As principais mudanças na camiseta amarela foram na gola, que tem um formato em Y, o símbolo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), está maior — as cinco estrelas que representam o pentacampeonato, mais reluzentes. Já o calção azul sofreu poucas alterações.

2010

Camisa da Seleção Brasileira da Copa do Mundo 2010. Imagem: Reprodução.

A maior novidade foi a camisa azul, que, em homenagem à 58, voltou a ter numeração e detalhes na cor amarela.

2006

Imagem: Reprodução.

A camisa amarela foi redesenhada, com um verde distinto na gola e na bainha das mangas. A gola é uma homenagem atualizada ao acabamento tradicional das equipes dos primeiros tempos dos uniformes do Brasil. Estilo de gola mandarim. Short é azul royal com listra lateral branca. Meias brancas.

2002

Imagem: Getty Images.

Um dos modelos mais inusitados já usados. A Nike definitivamente padronizou todos os uniformes, que começaram a ganhar cada vez mais detalhes.

Em 2002, por conta da conquista do penta, a camisa recebeu recortes laterais com peças bloco de cores em verde, que também aparecia acima do escudo e das mangas. E graças à vitória deste ano, no Mundial de Copas seguintes, a camisa da Seleção passou a ter cinco estrelas acima do escudo. Era a camisa do Penta!

1998

Imagem: Custódio Coimbra/Agência ao Globo.

Em 1998, a Nike se consolidou como patrocinadora oficial da seleção. Foi a primeira Copa do Mundo com o Brasil e uma camisa que é considerada por muitos uma das mais bonitas que o Brasil já vestiu. A camisa titular tinha listras verdes no ombro e gola redonda. Outro detalhe importante foi o escudo da CBF, que voltava a ser menor do que na Copa de 94.

Seleção titular da Copa de 98. Imagem: Reprodução.

1994

Imagem: Reprodução.

Na Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos, o símbolo da CBF ganhou um novo formato – com uma cruz ao centro, lembrando a antiga CBD – a camisa brasileira recebeu três desenhos do escudo, nas costas em diferentes tons de amarelo. O título em solo norte-americano acrescentou uma quarta estrela ao escudo.

1986

Imagem: Getty Images.

Três mudanças foram feitas: a saída do ramo de café no escudo, a logo da Topper na frente e o retorno da gola polo.

1982

Imagem: Reprodução.

O algodão começou a encontrar seus últimos momentos quando os uniformes eram feitos de misturas de poliéster. O uniforme da Seleção passou por grandes mudanças: mudança de escudo [agora, com a sigla da CBF e Taça Jules Rimet]. Curiosidade: um ramo de café representou o patrocínio do IBC [Instituto Brasileiro do Café].

1978

Imagem: Reprodução.

A camiseta da Copa do Mundo de 1978 era verde e chamava atenção de longe — três longas listras ocupavam as mangas longas do uniforme principal.

1974

Imagem: Reprodução.

As principais vestimentas dos craques do futebol brasileiro são marcadas por uma copa. A de 1974 tem um grande significado para os brasileiros, pois simboliza os três títulos mundiais que o Brasil conquistou. A camisa, que tem o escudo do Brasil no peito, é um símbolo de orgulho para todos os brasileiros.

1970

Imagem: Reprodução.

O escudo ficou menor e a gola ficou redonda. A cartela de cores foi a mesma: amarelo, com detalhes em verde na gola e nas mangas. Curiosidade: antes de disputar a decisão, o Brasil trocou de fornecedor de materiais esportivos. Por isso, o formato dos números nas costas do uniforme é levemente arredondado.

Mundiais 1954, 1958, 1962, 1966

Imagem: Reprodução.

Em 1966, 1954 e 1958, os designs eram idênticos. Em 1962, ela surgiu semelhante ao usado em 1958. A única diferença eram as mangas alongadas e a gola diferenciada. A maior inovação em 1958 foi a ressurgimento da camisa azul, usada pela primeira vez em 1938.

A mudança foi necessária porque na última partida contra a Suécia os adversários também usaram amarelo. Alterando o fardamento de improviso, a primeira taça de Campeão Mundial chegou ao país.

1950: Mundial disputado em casa

Imagem: Reprodução.

Vale lembrar que o branco foi extinto em 1954, quatro anos após a derrota em casa. Amarelo foi usado pela primeira vez. Longe da situação atual, não havia nada de Canarinho na Seleção Brasileira em 1930. A gola polo, com amarração de cordinhas, mangas compridas, punhos azuis, a camiseta era branca, um modelo irreconhecível.

1938. Imagem: Divulgação CBF.

O uniforme de 1938 era todo azul com mangas curtas e gola “V” com escudo CBD na camisa principal. Em 1950, jogando em casa, os jogadores vestiram um uniforme semelhante ao usado nas primeiras participações no mundial. A gola era polo azul, assim como os punhos e as listras do calção.

1934

No Mundial da Itália, houve pouca variação no modelo da camisa, que novamente foi com manga comprida. O Brasil jogou com a mesma camisa usada no Mundial de 1930.

A primeira Copa do Mundo foi realizada em 1930

Imagem: Reprodução.

O Uruguai venceu o torneio, derrotando a Argentina por 3×2 na final. Foi também o primeiro campeonato mundial de futebol a ser disputado fora da Europa, com a participação de seis equipes (Argentina, Brasil, França, Alemanha, Itália e Uruguai).

1930 – Na primeira Copa do Mundo, no Uruguai, o Brasil fez sua estreia jogando de branco e manga longa

A camisa foi modificada várias vezes para se adequar às necessidades da equipe:

Na primeira partida oficial do time, em 1914, o branco era a cor do uniforme — esse padrão foi mantido até 1950, quando a tradição do amarelo começou a ser formada. Desde então, a seleção tem sido um dos principais times do mundo, vencendo a Copa do Mundo de Futebol cinco vezes.

A seleção também é conhecida pelo seu estilo de jogo apaixonado e pelas suas cores vibrantes. A camisa amarela e azul é um símbolo do orgulho nacional e da paixão pelo futebol.

A história da camisa da seleção brasileira é repleta de significado e simbolismo. E aí, por que a camisa amarela é considerada a mais bonita do futebol? O que a camisa amarela significa para os jogadores e torcedores?

Sentiu saudade desse clima de Copa? Nós da Politize! também. Deixe sua opinião nos comentários abaixo sobre o que achou do artigo. Se gostou, compartilhe com seus amigos!

Referências:

GoCache ajuda a servir este conteúdo com mais velocidade e segurança

1 comentário em “A camisa da seleção brasileira: um símbolo do povo brasileiro”

  1. Boa noite, à cbf podia pedir aos jogadores que fossem jogar na seleção, que fizessem à sua assinatura Oficial para estampar na camisa.
    Ficaria mais bonito e traria + emoção na hora que um torcedor ganha à camisa de presente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este conteúdo!

ASSINE NOSSO BOLETIM SEMANAL

Seus dados estão protegidos de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)

FORTALEÇA A DEMOCRACIA E FIQUE POR DENTRO DE TODOS OS ASSUNTOS SOBRE POLÍTICA!

Conteúdo escrito por:
Pesquisadora, observadora e contadora de histórias. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo. Possui MBA Assessoria de Imprensa na Comunicação Digital. Gosta de escrever e de falar sobre jornalismo e mídias digitais! Entusiasta da comunicação, tecnologia, empreendedorismo, economia, história, meio ambiente, arte, design, criatividade e cultura.

A camisa da seleção brasileira: um símbolo do povo brasileiro

13 jul. 2024

A Politize! precisa de você. Sua doação será convertida em ações de impacto social positivo para fortalecer a nossa democracia. Seja parte da solução!

Pular para o conteúdo