Navegue por categria

O que é extrema direita?

Publicado em:
Compartilhe este conteúdo!

O Politize! já te explicou a diferença entre os dois espectros políticos: esquerda e direita. Cada uma dessas correntes ideológicas têm diferentes visões e crenças políticas, principalmente no que diz respeito à economia. Entre esquerda e direita há vários posicionamentos intermediários, como centro, centro-esquerda e centro-direita. Mas para além da direita e da esquerda também existem os pensamentos radicais em relação às duas correntes de pensamento, que seriam a extrema direita e a extrema esquerda.

O termo extrema direita tem aparecido com mais frequência nos noticiários nos últimos tempos e foi pensando em explicar para você esse fenômeno que o Politize! preparou esse texto.

Manifestantes do Unite the Right (Unir a Direita) segurando bandeiras com o símbolo do Nazismo. Carlottesville, Virgínia, EUA. Autor da imagem: Anthony Crider

O que é extrema direita?

A extrema direita, como o próprio nome diz, é o posicionamento extremo desse espectro político. Como você verá nesse texto, a extrema direita está representada por movimentos independentes e partidos políticos com posicionamentos radicais, geralmente relacionados ao nacionalismo. A exaltação da nacionalidade e seus aspectos culturais e históricos leva – em muitos casos – à percepção de superioridade em relação a outras culturas e até mesmo comportamentos de preconceito e xenofobia.

O que a extrema direita defende?

Segundo o professor da USP Alberto Pfeifer Filho, tanto a extrema direita quanto a extrema esquerda estão relacionadas à exaltação da nacionalidade, de cultura, história e tradição de um país. Além disso, a figura do Estado na condução da vida da coletividade é acentuada nesses posicionamentos.

Os movimentos de extrema direita, apesar de apresentarem variações conforme regiões no mundo, possuem alguns posicionamentos comuns, como uma agenda nacionalista forte e resistência à perda de soberania do país – têm uma certa rejeição à globalização e tendências de cooperação econômica. Sua ideologia tem caráter ultraconservador, extremista e, em muitos casos, seus adeptos adotam posturas preconceituosas e xenófobas – que é o medo ou aversão ao estrangeiro.

Saiba mais sobre nacionalismo aqui!

A extrema direita hoje

Para você entender melhor esse fenômeno, o Politize! selecionou alguns exemplos de movimentos frequentemente associados à extrema direita em diferentes lugares do mundo. Não há um consenso entre os pesquisadores sobre a classificação desses movimentos como extrema direita, mas escolhemos exemplos que têm como fundamento os principais ideais desse espectro – forte nacionalismo, ultraconservadorismo e extremismo.

Como você verá, existem semelhanças entre eles, mas há variações conforme o contexto político e histórico de cada país.

Europa

Nas últimas eleições na Europa, os partidos de extrema direita tiveram um crescimento significativo. Em países como França, Holanda e Alemanha, por exemplo, apesar de não vencerem as eleições, se tornaram grupos políticos muito fortes, conquistando muitos eleitores. Esses partidos, em geral, apresentam um posicionamento nacionalista bastante forte, são a favor da não-participação ou do fim da União Européia e defendem o acirramento das fronteiras, pois enxergam os imigrantes como uma ameaça ao seu estilo de vida, sua tradição e ao seu padrão de vida.

Protesto em defesa dos direitos dos refugiados em Melbourne, Austrália. Foto: Flickr

Estados Unidos

  • Charlottesville, Virgínia

Em agosto de 2017, um grupo de extrema direita dos Estados Unidos realizou um protesto na cidade de Charlottesville após o anúncio de que a estátua do general Robert E. Lee – um defensor da escravidão – seria retirada de um parque. Os manifestantes, que chamaram o movimento de “Unir a Direita” (Unite the Right), são contra negros, imigrantes, gays e judeus. As palavras de ordem na manifestação diziam: “vidas brancas importam”, “morte aos antifascistas” e “um povo, uma nação, acabem com a imigração”. Manifestantes que eram contra esse movimento foram às ruas e o embate acabou em morte e feridos.

  • Ku Klux Klan

Essa organização tem origem nos estados do sul dos Estados Unidos após a Guerra de Secessão e o fim do regime escravocrata, no final do Século XIX. O sul era a parte do país a favor da escravidão e após a libertação dos negros escravizados surgiram movimentos contrários a inserção dessa comunidade na sociedade. A Ku Klux Klan – responsável por diversas atrocidades e assassinatos ao longo da história – prega a superioridade da raça branca e o racismo e foi adaptando seu discurso conforme o contexto da época. Hoje ainda existem diferentes grupos que se denominam herdeiros da organização original; além de negros, esses grupos têm um discurso contrário à judeus, cristãos, muçulmanos e imigrantes.

Por que surgem esses movimentos?

Tanto na Europa quanto nos Estados Unidos – onde esses movimentos estão mais evidentes – percebe-se que são motivados pela sensação de insatisfação de parte da população com a situação econômica, que muitas vezes é relacionada à globalização e consequente abertura do país. Assim, há o fortalecimento de ideais nacionalistas e de fechamento do país em relação a outras nações.

A extrema direita e a democracia

Quando os posicionamentos políticos são extremistas, tanto para a esquerda, quanto para a direita, há tendências de que se construam governos totalitários ou ditatoriais. É por essa razão que existe um temor em relação ao crescimento desses movimentos, pois é comum que grupos extremistas defendam ações antidemocráticas, que ferem os direitos humanos e que disseminam preconceitos e ideias de superioridade de alguns grupos de pessoas em relação a outros, como vimos em alguns exemplos neste texto.

Leia também: o que é democracia, afinal?

Esperamos que você tenha entendido o que é a extrema direita, os posicionamentos que defende e a origem desses grupos políticos. Correntes de pensamento extremistas na política costumam sugerir soluções simples para problemas complicados, por isso, é importante conhecer as mais diversas necessidades de uma sociedade e, a partir de então, compreender a complexidade das dinâmicas políticas e sociais do país em que vivemos.

O que achou desse conteúdo sobre extrema direita? Deixe seu comentário.

Aviso: mande um e-mail para contato@politize.com.br se os anúncios do portal estão te atrapalhando na experiência de educação política. 🙂

Referências do texto: confira aqui onde encontramos dados e informações!

Toda Matéria – Ku Klux Klan

Super Interessante – O que foi a Ku Klux Klan? Ela ainda existe?

Jornal da USP – Discursos da extrema direita variam pelo mundo

Público – A extrema direita americana mostrou sua força na Virgínia

GOSTANDO DO NOSSO CONTEÚDO?

Ficamos felizes em ver que o Politize! está fazendo a diferença para a democracia brasileira, mas para chegarmos a todos os brasileiros com nossos projetos, precisamos de SEU auxilio! Entre para o Clube Politize! você pode fazer uma colaboração pontual ou ser um colaborador mensal.

GoCache ajuda a servir este conteúdo com mais velocidade e segurança

5 comentários em “O que é extrema direita?”

  1. Extrema direita é o termo usado para descrever fascismo e nazifascismo, hoje a política de extrema-direita inclui o neofascismo, o neonazismo, a supremacia branca, o nacionalismo branco e visões ultranacionalistas, chauvinistas, xenófobas, teocráticas, racistas, homofóbicas, transfóbicas, ou reacionárias

    A política de extrema-direita levar à opressão, violência política, assimilação forçada, limpeza étnica e genocídio contra grupos de pessoas com base na suposta inferioridade, ou na percepção de ameaça ao grupo étnico nativo, nação, estado, religião nacional, cultura dominante, ou instituições sociais tradicionais ultraconservadoras

    EXTREMA DIREITA inclui neoliberais, liberalismo econômico, conservadores, reacionários, neoconservadores, anarcocapitalistas monarquistas, teocratas nacionalistas, fascistas e nazistas

  2. Se considerarmos que, segundo o prof, da USP Alberto Pfeifer Filho, tanto a extrema direita quanto a extrema esquerda estão relacionadas à exaltação da nacionalidade, de cultura, história e tradição de um país. “Além disso, a figura do Estado na condução da vida da coletividade é acentuada nesses posicionamentos.” é uma incoerência afirmar que Neo Liberais ou AnarcoCapitalistas são de extrema direita, uma vez que esses segmentos pregam (estado mínimo, ou zero estado) além de defenderem livre concorrência, livre iniciativa e meritocracia (não importando a raça cor ou credo do indivíduo)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este conteúdo!

ASSINE NOSSO BOLETIM SEMANAL

Seus dados estão protegidos de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)

FORTALEÇA A DEMOCRACIA E FIQUE POR DENTRO DE TODOS OS ASSUNTOS SOBRE POLÍTICA!

Conteúdo escrito por:
Formada em Economia pela UFPR e mestranda em Planejamento Territorial na UDESC. Acredita que pessoas bem informadas constroem uma sociedade mais justa.

O que é extrema direita?

23 maio. 2024

A Politize! precisa de você. Sua doação será convertida em ações de impacto social positivo para fortalecer a nossa democracia. Seja parte da solução!

Pular para o conteúdo