Navegue por categria

,

Aprenda a diferença entre modernismo e pós-modernismo

Publicado em:
Compartilhe este conteúdo!
Reading Orpheu (1954) de José Almada Negreiros. Imagem: Flickr.
Reading Orpheu (1954) de José Almada Negreiros. Imagem: Flickr.

O modernismo e pós-modernismo foram movimentos artísticos e culturais que surgiram em cenários distintos da sociedade. Porém, ambos nasceram em um momento pós-guerra, 1920 e 1945, respectivamente. Os dois tinham como objetivo representar o cotidiano da sociedade porque os movimentos anteriores não atendiam mais à realidade das pessoas.

Neste artigo, você vai aprender a origem do modernismo e pós-modernismo, as características e fases de cada um e como diferenciá-los, lógico.

Veja também nosso vídeo sobre arte e política!

O modernismo começa a engatinhar

O início da década 1920 ainda era marcado pelo movimento do realismo, que havia sido iniciado há mais de 60 anos. Já estava na hora de nascer um novo movimento artístico, algo que representasse a população e conversasse com todos os grandes acontecimentos que marcaram as nações naqueles últimos anos, como: Revolução Russa, o fim da Grande Guerra e dos privilégios da nobreza e o progresso tecnológico, científico e cultural.

Depois de tantos marcos históricos que transformaram o cotidiano e a forma de pensar das pessoas, não tinha mais espaço para o realismo. Com isso, iniciou-se o movimento modernista na Europa, que foi marcado como a ruptura com o passado e antigas formas de expressão.

O modernismo é conhecido e valorizado pela subjetividade, pela opinião própria do indivíduo. Cada pessoa carrega a própria bagagem de conhecimento e experiências que podem ser traduzidas de diferentes formas: literatura, arquitetura, design, teatro, música e qualquer outra forma de representação artística que você possa pensar.

Os artistas de 1920 sentiram que as pessoas precisavam de algo que gerasse conexão, por isso, o modernismo é repleto de referências às transformações que marcaram a sociedade daquela época e busca mostrar a nova realidade em que estavam vivendo, o que muitas vezes chocava a opinião pública.

Leia mais: 5 vezes em que a juventude brasileira marcou a história do país

O que você poderá notar logo de cara neste texto é que o modernismo e pós-modernismo estão ligados a grandes mudanças sócio-culturais.

Características do modernismo

Com base em todo o contexto de pós-guerra, inovação e transformação na arte, tecnologia e cotidiano, o modernismo nasceu. Veio como um movimento rebelde, sem regras e que desejava ser visto, amado e odiado, não importa, mas ele ansiava por inovação e autenticidade.

Podemos destacar entre as principais características do Movimento Moderno:

  • Ruptura com limitações e regras estéticas
  • Valorização da subjetividade
  • Reprodução da nova realidade da época
  • Desejo de chocar e se conectar com as pessoas
  • Comunicar com humor e ironia

O modernismo no Brasil e a Semana de Arte Moderna

Os artistas brasileiros inspiravam-se nos antigos moldes europeus para produzir seus trabalhos, mas eles já estavam cansados, também desejavam uma ruptura com o tradicional.

Apesar do cenário histórico do Brasil ser diferente do da Europa, o sentimento de descontentamento ainda era igual. A população estava indignada com o contexto social e manifestações aconteciam por conta da crescente de preços.

Assim, os artistas também queriam um ideal que os ajudasse a representar o momento que os brasileiros estavam passando e quebrar os traços europeus que estavam presentes na nossa arte.

O ápice do modernismo no Brasil foi durante a Semana de Arte Moderna, também conhecida como Semana de Arte 22. Foi realizada no Theatro Municipal de São Paulo em fevereiro de 1922, durante os dias 13, 15 e 17. Mas algumas obras inspiradas no movimento já haviam sido produzidas e circulavam na sociedade.

O evento contou com artistas de diversos segmentos, foi repleto de música, dança, literatura, palestras, poemas e obras de arte. A Semana de Arte 22 representou a ruptura com o tradicional, com as regras estéticas, a arte acadêmica e chocou a opinião pública trazendo brasilidade às produções artísticas.

Quer saber mais sobre a Semana de Arte Moderna de 1922? Se liga neste vídeo completo sobre o evento.

A Semana de Arte Moderna deu origem ao movimento que foi responsável pela construção da identidade brasileira na arte e, principalmente, na literatura que contou com três fases do modernismo.

A Fase Heróica – 1ª fase

Esta fase durou de 1922 a 1930 e teve como mais foco quebrar os padrões artísticos e dar uma ‘repaginada’ na estética da arte brasileira. Inclusive, a Semana da Arte Moderna é o maior ator dentro da Fase Heróica, foi o evento que deu origem ao Modernismo e ele é o maior feito dentro desse ciclo.

Os maiores representantes da Primeira Fase do Modernismo são Mário de Andrade, Oswaldo de Andrade e Manuel Bandeira. As obras desses artistas traziam valorização ao tópico cotidiano, que é muito valorizado no Modernismo. E formou dois importantes grupos modernistas: Movimento Antropófago e Movimento Pau-Brasil.

Uma das maiores obras do Movimento Antropófago é o Abaporu(1928) de Tarsila do Amaral. Imagem: Wikipédia.

A Fase da Consolidação – 2ª fase

Durante a segunda fase, que ocorreu de 1930 a 1945, os moldes que foram trabalhados durante a primeira já estavam consolidados na arte brasileira.

Quando a Fase da Consolidação se iniciou no Brasil, já estávamos em um diferente contexto histórico: Era Vargas, no fim da política do café com leite, e o início da 2ª Guerra Mundial. Assim, gerando obras com um conteúdo diferente da fase anterior.

A Geração de 30, como também era chamada essa fase, falava muito sobre problemas políticos-sociais, principalmente relacionados ao nordeste.

Os principais artistas deste ciclo foram: Graciliano Ramos, Jorge Amado, Carlos Drummond de Andrade, Vinícius de Moraes e Cecília Meireles.

Pós-modernismo – 3ª fase

Há muitos debates quanto a Terceira Fase, sobre a origem, o fim, como é um movimento considerado ‘pós’ e ao mesmo também a terceira geração do modernismo, mas a verdade é que o pós-modernismo é dividido em duas fases. E isso é o que mais complica para diferenciar o modernismo e pós-modernismo.

A Terceira Etapa do Modernismo começa logo após a Segunda Guerra, em 1945, e é caracterizado pela pluralidade dos moldes estéticos e experimentação linguística. No Brasil, três grandes representantes do movimento são: João Cabral de Melo Neto, Guimarães Rosa e Clarice Lispector.

A arte pós-moderna, ou ‘arte contemporânea’, é ainda mais híbrida e sem hierarquia do que a moderna, o pós-modernismo vem com a ideia de ser oposta ao modernismo. Afinal, depois de outra guerra mundial, as pessoas ansiavam por mudanças, queria algo novo e esses 15 anos vieram preparando o terreno para a segunda fase do pós-modernismo.

O ‘boom’ da Pós-Modernidade

A segunda fase do pós-modernismo começa em 1960 junto a Era Digital, e só com essa informação já dá para entender porque o movimento pós-moderno é muito grande para ser mantido apenas como a terceira fase do modernismo brasileiro.

O movimento pós-modernista é algo em constante expansão, diferente dos movimentos até aqui. O pós-modernismo continua em crescimento, evoluindo de acordo com as tendências durante os anos.

É um movimento que reflete em tudo: arquitetura, literatura, arte, moda e o que você puder imaginar. O pós-modernismo é caracterizado pela individualidade, mas também pelo pluralismo e diversidade, não possui regras.

Esse movimento também é marcado pela ‘espetacularização’, palavras que se encaixa perfeitamente com o contexto da internet e redes sociais que vivemos hoje, não acha? Coisas pequenas viram um espetáculo, tanto para entreter quanto para escandalizar.

O ‘boom’ da pós-modernidade está ligado a todo esse contexto em que o movimento nasceu, ao Pós-industrial, a Era da Digital, onde os espaços se encurtam, o tempo é imediato e o real e o imaginário se misturam através da tecnologia.

Lembra que o modernismo e pós-modernismo estavam ligados a grandes mudanças sócio-culturais da população?

As características da Pós-modernidade

Destacar as características desse movimento e torná-lo diferente do seu antecessor algumas vezes é um desafio. A linha entre modernismo e pós-modernismo pode ser tênua.

Para resumir o que dissemos e todo esse grande movimento que é o pós-modernismo, podemos destacar como características:

  • Individualismo
  • Cultura do espetáculo
  • Sem regras, liberdade de expressão
  • Exploração e experimentação
  • Hiper-realismo através do digital
  • União do real e do imaginário
  • Informação e produção em massa

Principais movimentos

Conforme foi dito, o pós-modernismo se reinventa e desenvolve com os anos de acordo com as tendências e interesses da sociedade. Mas outra semelhança entre o modernismo e pós-modernismo é que há sub-movimentos que se destacam dentro de um contexto maior.

Pop Art

O conceito surgiu na Inglaterra nos anos 60, mas foi nos Estados Unidos que explodiu e repercutiu mundo afora. É caracterizada pelo consumo, publicidade e o american way of life (estilo de vida americano) o movimento utiliza a cultura de massa popular, mas é uma crítica ao capitalismo.

Veja também nosso vídeo sobre capitalismo!

Algumas características do Pop Art são: a linguagem comercial, design de cores vivas, colagem, pintura e serigrafia.

Uma representação artística muito conhecida é a homenagem a Marilyn Monroe (1962), criada por Andy Warhol:

Marilyn Monroe (1962) de Andy Warhol. Imagem: Atrianon.

Minimalismo

Este movimento foi de contramão ao Pop Art, aqui o objetivo é dizer muito com pouco, ser o mais minimalista possível.

O minimalismo é marcado por usar uma quantidade limitada de cores, formas geométricas simples e tem grande apelo no design e na arquitetura até hoje, criando obras e objetos básicos, mas sofisticados.

Mesa de cabeceira Donna desenhada por Isabelle de Mari para a marca Olho Móveis. Imagem: Revista Casa e Jardim.

Expressionismo Abstrato

Este movimento une traços do expressionismo e do simbolismo. A arte produzida aqui era carregada de muita emoção e o expressionismo abstrato ficou muito conhecido por causa da técnica ‘Action Painting’. O objetivo era romper com a pintura tradicional, utilizar do subjetivismo e improvisar.

Nesse vídeo, você pode ver em ação o Jackson Pollock, o maior artista do expressionismo abstrato e pioneiro do ‘Action Painting’.

E o pós-modernismo continua

Esses foram alguns dos principais movimentos do pós-modernismo até então, mas muitos ainda estão por vir e já estão em execução.

Qualquer indivíduo pode produzir arte e começar um movimento estético, essa é a beleza do pós-modernismo e do mundo globalizado. As culturas e pessoas estão em constante transformação o que gera produções mais pessoais e plurais e em uma fração de tempo muito rápida.

Para chegar ao movimento artístico que temos agora, algo tão subjetivo e irreverente, precisou de muitas transformações durante os anos. Em 2022, o modernismo completou 100 anos e foi esse movimento que serviu como base para chegar onde estamos hoje. O modernismo e pós-modernismo nasceram, caminharam e um deles segue até hoje em nosso cotidiano.

E aí, qual movimento você mais se identificou? Conseguiu compreender a diferença entre modernismo e pós-modernismo? Até você pode estar produzindo arte e conteúdo relacionado ao pós-modernismo, sabia? As redes sociais são um canal onde manifestações artísticas individuais nascem e prosperam, e se você está em algum canal digital, está participando de algum movimento.

Referências:

GoCache ajuda a servir este conteúdo com mais velocidade e segurança

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este conteúdo!

ASSINE NOSSO BOLETIM SEMANAL

Seus dados estão protegidos de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)

FORTALEÇA A DEMOCRACIA E FIQUE POR DENTRO DE TODOS OS ASSUNTOS SOBRE POLÍTICA!

Conteúdo escrito por:
Graduando em turismo pelo Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonzeca (CEFET-RJ). Nascido e criado na Serra Carioca, está sempre em busca de adquirir e transferir conhecimento, ama escrever e deseja se tornar um pesquisador acadêmico na temática LGBT.

Aprenda a diferença entre modernismo e pós-modernismo

15 jun. 2024

A Politize! precisa de você. Sua doação será convertida em ações de impacto social positivo para fortalecer a nossa democracia. Seja parte da solução!

Pular para o conteúdo