A história do PV: um instrumento de ecologia política

Publicado em:
Compartilhe este conteúdo!

Se você acompanha um pouco as notícias sobre política no Brasil, certamente já ouviu falar sobre o Partido Verde (PV). Nesse artigo, vamos conhecer um pouco mais sobre ele.

Conhecer os partidos ajuda os eleitores a tomarem escolhas mais conscientes nas urnas. É importante entender a história do partido, conhecer sua ideologia, as mudanças que sofreu com o tempo e quais causas apoiam. Assim o eleitor tem chances maiores de encontrar o partido e candidatos que melhor representam suas ideias e bandeiras.

Você já conhece o Partido Verde e as suas bandeiras?

A origem do Partido Verde (PV)

Imagem de mão segurando bandeira verde com um "V" centralizado e escrito "Partido Verde"
Bandeira de tecido do Partido Verde. Imagem: Site do PV

Em 1972, um grupo de ecologistas se reuniu para impedir o transbordamento do lago Pedder, na Tasmânia – Austrália. Mais tarde, adotaram o nome de Green Party, o que seria a primeira menção ao PV como instituição política.

Depois disso, sua bandeira ideológica teria seguido para Nova Zelândia, depois Europa e hoje está presente no mundo inteiro. São mais de 120 países com a presença da bandeira do Partido Verde.

No Brasil, a primeira menção ao PV foi em uma manifestação política que ocorreu em 1982, no estado do Paraná. No entanto, esta teria sido uma manifestação isolada e o Partido Verde seria criado apenas alguns anos depois.

Em 1985 ocorreram as eleições indiretas, marcadas por uma grande mobilização em defesa das eleições diretas. Com a vitória de Tancredo Neves para Presidência da República, teve fim a ditadura militar no Brasil após 21 anos.

Leia mais sobre a Ditadura Militar no Brasil.

Além do fim da ditadura no Brasil, outro assunto importante estava em pauta na década de 1980: o meio ambiente. A pauta ambiental é assunto de interesse desde a antiguidade. No entanto, foi em 1980 que ocorreu a consagração da importância da educação ambiental para promover uma mudança de hábitos.

Em 1983, a ONU criou a Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, presidida pela mestre em Saúde Pública: Gro Harlem Brundtland. Em 1987 essa comissão publicou o Relatório “Nosso futuro comum”, trazendo o conceito de desenvolvimento sustentável para o discurso público.

As tendências ambientalistas ganharam crescente destaque mundial, somado ao contexto histórico vivido no país. Foi nesse cenário que o Partido Verde foi fundado no Brasil. A fundação ocorreu em janeiro de 1986, durante uma reunião no Teatro Clara Nunes, no Rio de Janeiro.

Imagem da decada de 80 de uma assembleia com um palco, no palco atrás de uma mesa encontram-se 5 homens e 3 mulheres.
Mesa com fundadores do Partido Verde. Imagem: Site do PV.

Participaram dessa reunião como fundadores do partido: o jornalista Fernando Gabeira, que no mesmo ano concorreu a governador do Rio de Janeiro em uma aliança com o PT. A atriz Lucélia Santos, o escritor Alfredo Sirkis, o maestro John Neschling. Além deles, o psicanalista Luis Alberto Py, o professor Carlos Minc, o escritor Herbert Daniel e o engenheiro Guido Gelli.

As bandeiras defendidas pelo PV

O Partido Verde defende principalmente o fim da desigualdade social, a democracia direta e o poder local. Além disso, o partido elenca em seu site 12 valores que o partido deve seguir, sendo eles:

  1. Ecologia, com foco na preservação do meio ambiente e no desenvolvimento sustentável;
  2. Cidadania, o respeito aos direitos humanos, transparência e acesso à informação;
  3. Democracia, o pleno exercício da democracia representativa;
  4. Justiça Social, garantindo condições mínimas de sobrevivência e dignidade;
  5. Liberdade, de expressão política e cultural, criação artística e informação;
  6. Municipalismo, com foco no fortalecimento do poder local;
  7. Espiritualidade, reconhecendo a pluralidade de caminhos em busca da transformação interior das pessoas;
  8. Pacifismo, buscando a paz através do desarmamento e o compromisso com a não-violência;
  9. Diversidade, troca e integração cultural e social, contra todas as formas de preconceito e discriminação;
  10. Internacionalismo, visando a solidariedade planetária e a fraternidade internacional;
  11. Cidadania Feminina, buscando maior poder, participação e afirmação da mulher, combatendo as discriminações machistas e sexistas;
  12. Saber, através do investimento no conhecimento, erradicação do analfabetismo e garantia da educação permanente.

Você também pode conferir os 12 valores do PV com texto completo: Os 12 valores do PV.

A Carta dos Verdes Globais e a Declaração de Liverpool

Como vimos em sua criação, o Partido Verde está presente em diversos países. Através da parceria dos partidos Verdes e de movimentos e organizações verdes existentes pelo mundo foi criada a “Global Greens”.

As Redes e Grupos de Trabalho Verdes permitem a colaboração e a comunicação entre os Verdes em todo o mundo. A missão desse grupo é implementar, de forma cooperativa, a Carta Verde Global. um documento que expõe os valores fundamentais defendidos pelos partidos Verdes.

Você pode conferir o texto integral da Carta: Carta Verde Global.

O Global Greens também é o maior encontro de representantes dos Partidos Verdes do mundo. Em 2017, criaram juntos a Carta de Liverpool. Essa carta traz uma série de diretrizes para a melhor atuação dos Partidos Verdes no planeta.

Confira o texto integral da declaração: Carta de Liverpool.

A criação de novos partidos

O Partido Verde, segundo dados de registro dos partidos, foi o 9º partido político registrado no TSE. Hoje, o Brasil possui mais de 29 partidos registrados. Mas por que tantos novos partidos são criados?

Leia também: Para que servem os partidos políticos?

Desde meados do século XVIII, diversos cientistas políticos buscam conceituar os partidos políticos a fim de compreender sua importância. Destes estudos, extrai-se que os partidos consistem em um instrumento de representação da vontade de determinados grupos da sociedade.

Os partidos reúnem as demandas sociais, organizando-as e criando pautas para serem discutidas e trabalhadas no âmbito político.

Diante disso, cada partido costuma escolher as pautas que irá defender, de acordo com seus ideais e bandeiras que defende. Cada grupo social, assim, se afiniza com determinado partido. A depender de seus próprios ideais e daquilo que cada um considera como mais importante para a sociedade como um todo.

Quando determinado grupo não se sente representado por nenhum partido político, tem o direito de se reunir e promover a criação de um novo. Este novo partido representaria melhor seus valores, ideais e bandeiras a serem defendidas no sistema político.

Pegando como exemplo uma simples eleição de grêmio estudantil. Pode-se ter a equipe A que defende que a escola invista na infraestrutura da quadra de esportes, piscina e campo de futebol. Em contrapartida, a equipe B defende a melhoria das salas de aula e dos laboratórios de química e física.

É um exemplo simples, mas que ilustra as diferenças de pensamento e a necessidade de criação de mais de um partido. Nesse exemplo, cada equipe é um partido, que deverá eleger o seu representante para concorrer ao grêmio estudantil. Os alunos votarão no candidato que defende a mesma pauta que eles.

No caso dos partidos políticos, aqueles que se sentem representados por um podem optar por se tornar um afiliado. Os filiados geralmente têm a chance de participar das decisões internas e contribuir de forma mais ativa para a política. Em janeiro de 2024 o Partido Verde possuía cerca de 350.054 filiados.

Veja mais sobre as diferenças partidárias: Partidos – afinal, por que não nos sentimos representados?

E se você tem interesse em se filiar a um partido, recomendamos que antes leia esse artigo da Politize: Filiação partidária.

O PV nas eleições brasileiras

A primeira candidatura do PV nas eleições foi pouco depois de sua fundação. Com a candidatura de Fernando Gabeira ao governo do Rio de Janeiro, eleição em que ele terminou em 3º lugar. O primeiro candidato eleito do PV foi Carlos Minc, eleito para o cargo de deputado estadual.

Entre os destaques do partido, está Fábio Feldmann. Como deputado federal foi o representante da Causa Verde na assembleia constituinte de 1988 e responsável pelo capítulo sobre o meio ambiente.

Nas eleições municipais de 1996, o PV elegeu 13 prefeitos em seis estados brasileiros e mais de 180 vereadores.

O partido cresceu cada vez mais e em 1998 lançou seu primeiro candidato à presidência. Alfredo Sirkis ficou em 6º lugar após uma modesta campanha.

Foto de Marina Silva, mulher negra com 50 anos, usando um coque baixo e um terno branco.
Marina Silva. Imagem: Fábio Braga/Folhapress

O maior destaque em campanhas para a presidência da república pelo partido é a candidatura de Marina Silva. A candidatura ocorreu em 2010, sem aliança com outros partidos e levou a candidata ao 3º lugar na disputa.

Em 2022, Lula, o presidente eleito, foi candidato pela coligação Federação Brasil da Esperança, da qual o Partido Verde foi um dos integrantes.

Saiba mais sobre as Cooperações Partidárias.

Frentes e representações

Tentando abranger todos os aspectos de sua ideologia o partido se divide internamente, possuindo 4 núcleos de trabalho, sendo eles: a da juventude, a PV mulher, Afro verdes (coletivo negra) e PV diversidade (núcleo LGBTQIA+).

Quando o assunto é corrupção, o PV também parece levar a sério a sua luta pela democracia e justiça.

O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) divulgou um balanço com o número de parlamentares cassados por corrupção desde o ano 2000. No relatório, o PV apareceu em último na lista com apenas uma cassação, empatado com outros três partidos (PHS, PRONA e PRP).

O futuro do PV

Atualmente, o PV faz parte da Federação Brasil da Esperança e assim será pelos próximos quatro anos. Como cumprimento às diretrizes do novo formato de aliança partidária, ela não se desfaz após as eleições. Cabe destacar, que as federações foram criadas em 2021, durante a reforma eleitoral aprovada pelo Congresso Nacional.

Mesmo com a aliança, o espectro político do Partido Verde se mantém como sendo de centro-esquerda ou esquerda. O Partido Verde tem como código eleitoral o número 43 e é representado pelas cores verde e branco, além do símbolo em forma de V.

Dos 513 deputados federais eleitos em 2022, 81 fazem parte da Federação Brasil da Esperança, sendo 6 deles do PV. Para as eleições de 2024, na data de publicação deste artigo, não há dados sobre os candidatos lançados pelos partidos. Nos resta aguardar pelas atualizações.

Você já conhecia essas informações sobre o Partido Verde? Deixe nos comentários o que mais chamou sua atenção!

Referências:

GoCache ajuda a servir este conteúdo com mais velocidade e segurança

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este conteúdo!

ASSINE NOSSO BOLETIM SEMANAL

Seus dados estão protegidos de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)

FORTALEÇA A DEMOCRACIA E FIQUE POR DENTRO DE TODOS OS ASSUNTOS SOBRE POLÍTICA!

Conteúdo escrito por:
Brasiliense que ama viajar e conhecer novos lugares. Me formei em Tecnologia da Informação e tenho paixão especial por livros, músicas e escrita. Adoro conhecer um pouco sobre tudo e estou sempre pesquisando e querendo aprender cada vez mais. Jogo e mestro RPG, escrevo fanfics e um dia pretendo escrever um livro.

A história do PV: um instrumento de ecologia política

22 jul. 2024

A Politize! precisa de você. Sua doação será convertida em ações de impacto social positivo para fortalecer a nossa democracia. Seja parte da solução!

Pular para o conteúdo