Navegue por categria

O que é o ensino a distância (EAD)?

Publicado em:
Compartilhe este conteúdo!
Imagem: Freepik.

Quando se fala em ensino a distância (EAD) imagina-se uma aula feita pela internet, não é mesmo? Mas o EAD nem sempre foi assim e não é algo novo. No Brasil surgiu em 1904 com o curso de datilografia, por meio de materiais impressos enviados pelos correios.

Com a popularização da internet e a pandemia do COVID-19, o EAD cresceu e conseguiu alcançar mais pessoas. Inclusive, a Politize! utiliza está modalidade para compartilhar cursos de educação política. Mas você sabe o que é o EAD? Nesse texto, a gente te explica!

Veja também nosso vídeo sobre educação política!

O que é o EAD?

Antes de começar a falar sobre o conceito de ensino a distância, vou explicar as diferenças dos vocabulários ensino a distância, EAD e educação a distância.

  • O Ensino a Distância (EAD) é a troca de conhecimento de professores, tutores e alunos.
  • A educação a distância não tem a interação do professor, tutor e aluno na construção do conhecimento.

É bom lembrar que existem vários conceitos sobre EAD. Entretanto, neste texto, será utilizado o conceito do Decreto no 5.622, de 2005, que regulamenta a modalidade do ensino a distância (EAD) no Brasil.

“Modalidade educacional na qual a mediação didático-pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem ocorre com a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação, com estudantes e professores desenvolvendo atividades educativas em lugares ou tempos diversos.”

O EAD pode ser utilizado em qualquer etapa da educação. Em conformidade com a Regulamentação do EAD no Brasil.

Apesar disso, o EAD no Brasil tem maior visibilidade no ensino superior. De acordo com os dados divulgados pelo Censo de Educação 2022, nos últimos 10 anos, o número de matrículas em cursos EAD do ensino superior aumentaram 428,2% e superou as matrículas da modalidade presencial.

Mas, como chegamos até aqui?

Leia também: Órgãos de Educação: responsáveis pelo sistema educacional

Ensino a distância quando surgiu?

O ensino a distância surgiu no século XIX e ganhou força no século XXI. No Brasil surgiu em 1904 com o curso de datilografia (técnica para digitar na máquina de escrever), por meio de materiais impressos enviados pelos correios.

Em 1996 foi reconhecido pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB)Lei nª 9394/96. Logo, em 2005 foi regulamentado pelo Decreto no 5.622, de 2005.

A seguir a linha do tempo da evolução do ensino a distância (EAD).

  • 1ª geração – Em 1728 o EAD começa por meio de materiais impressos enviados pelos correios.
  • 2ª geração – Na década de 30 o EAD é marcado pela televisão, rádio, áudio, vídeo, telefone, e a criação da Universidade Abertas de Ensino a Distância (UAB).
  • 3ª geração – Em 1985 houve a introdução de videotexto, do computador, multimídia, hipertexto e redes de computadores.
  • 4ª geração – No início de 1994 começou a expansão da tecnologia da informação, expansão da internet e ambientes virtuais.
  • 5ª geração – Em 2004 foi criada a modalidade semi-presencial de atividades didáticas de auto-aprendizagem.
  • 6ª geração – Em 2007 o uso do second life (gamificação na aprendizagem).

Como funciona o EAD?

No EAD a aula é ao vivo ou gravada. O estudante assiste às aulas utilizando qualquer aparelho eletrônico com acesso à internet.

O ambiente virtual é o espaço para realizar avaliações, fazer exercícios, tirar dúvidas, interagir com os professores, tutores e colegas. Contudo, cada instituição de ensino tem autonomia na forma de aplicar o EAD, porém a maioria da modalidade do EAD segue esse formato.

Existe diferença do diploma do EAD e presencial?

A Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996, conhecida como a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). É a legislação que regulamenta atualmente a educação básica ao ensino superior no setor público e privado no Brasil.

Na LDB você encontra os direitos do cidadão e cidadã e os deveres da União, do Estados e Municípios com a educação.

Por exemplo, acesso a educação gratuita e de qualidade, a valorização dos profissionais da educação, entre outros.

De acordo com o Art 48 da Lei 9.394/20:

Art. 48. Os diplomas de cursos superiores reconhecidos, quando registrados, terão validade nacional como prova da formação recebida por seu titular.

Segundo o Art. 5º do Decreto n° 5.622, de 2005:

Art. 5º Os diplomas e certificados de cursos e programas a distância, expedidos por instituições credenciadas e registrados na forma da lei, terão validade nacional. Parágrafo único. A emissão e registro de diplomas de cursos e programas a distância deverão ser realizados conforme legislação educacional pertinente.

Veja também nosso vídeo sobre educação e cultura!

Qual o perfil do aluno para estudar no EAD?

De acordo com o Censo ABED, ano de 2018, 39,3% dos alunos do EAD têm idades entre 26 e 30 anos, e 37%, entre 31 e 40 anos.

Mas, qual a vantagem de fazer o EAD?

  • Praticidade – Precisa de um aparelho eletrônico e uma boa conexão de internet.
  • Flexibilidade – Pode estudar a qualquer hora.
  • Tempo – Não precisa se deslocar de um lugar para o outro, pode acessar a aula em qualquer lugar.

Vantagens do ensino à distância

  • Organização – Faz o próprio horário, portanto, deve ter disciplina.
  • Contato presencial – Não existe um contato presencial frequente, depende da instituição de ensino.
  • Internet – Depende da qualidade da sua internet.

Desafios do ensino a distância

  • A falta de coordenação por parte dos órgãos competentes em criar uma diretriz nacional para melhorar a qualidade dos planos de ensino.
  • A ausência de conectividade dos protagonistas para interação no ensino a distância.
  • Recursos e equipamentos que possibilitem que a aula aconteça com maior qualidade.

Qual a diferença do EAD e ensino remoto?

Durante a pandemia do COVID-19 foi utilizado na educação básica e superior presencial o ensino remoto e isso causou dúvidas sobre a diferença do EAD e o Ensino Remoto.

Leia também: Educação domiciliar: o homeschooling deve ser permitido no Brasil?

A principal diferença do EAD e o ensino remoto é o seu planejamento. No EAD existe um planejamento de didática, metodologia, ensino aprendizagem, é regulamentada.

O ensino remoto é emergencial, não existe planejamento, é uma rápida adaptação do ensino presencial para a plataforma online de forma temporária.

Agora que você viu todas essas informações. Você ficou com dúvida sobre o EAD? Deixe nos comentários o que você achou.

Referências

GoCache ajuda a servir este conteúdo com mais velocidade e segurança

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este conteúdo!

ASSINE NOSSO BOLETIM SEMANAL

Seus dados estão protegidos de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)

FORTALEÇA A DEMOCRACIA E FIQUE POR DENTRO DE TODOS OS ASSUNTOS SOBRE POLÍTICA!

Conteúdo escrito por:
Professor de Ciências Sociais. Bacharel em Administração Pública-UFVJM. Pós-graduando em Educação em Direitos Humanos – UFVJM e graduando em História – UFTM.

O que é o ensino a distância (EAD)?

19 jun. 2024

A Politize! precisa de você. Sua doação será convertida em ações de impacto social positivo para fortalecer a nossa democracia. Seja parte da solução!

Pular para o conteúdo