Por meio do programa Escola da Cidadania Ativa, o Politize! apoia as secretarias estaduais de educação no desenvolvimento de uma Trilha de aprofundamento base de 900 h e de componentes curriculares eletivos alinhados a BNCC, levando a pauta da cidadania ativa para o Ensino Médio.

Você já ouviu falar no Novo Ensino Médio – ou sobre a Reforma no Ensino Médio? Neste conteúdo, o Politize! te explica quais são as principais mudanças que essa reforma implica na estrutura do ensino.

Leia também: como a educação se organiza no Brasil?

O que é o Novo Ensino Médio?

O Novo Ensino Médio é uma reforma na grade curricular aprovada durante o governo do ex-presidente Michel Temer pela lei nº 13.415/2017, que alterou as Diretrizes e Bases da Educação Nacional e estabeleceu mudanças na estrutura do ensino.

Além de ampliar o tempo mínimo do estudante na escola de 800 horas para 1.000 horas anuais, o novo sistema define uma organização curricular mais flexível e adota uma Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que estabelece um currículo comum obrigatório para todos os estudantes. As redes e escolas terão até 2022 para se adaptar à nova legislação.

E o que é a Base Nacional Curricular Comum(BNCC)?

A BNCC determina os conhecimentos e as habilidades essenciais que todos os estudantes têm o direito de aprender.

Saiba mais sobre a realidade e desafios da educação no Brasil aqui!

Na prática, isso significa que, independentemente da região, raça ou classe socioeconômica, todos estudantes do Brasil devem aprender as mesmas habilidades e competências ao longo da sua vida escolar. Ela é obrigatória e está prevista na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e no Plano Nacional da Educação. Os currículos de todas as redes públicas e particulares devem ter a BNCC como referencial.

Então, quais são as principais mudanças do Novo Ensino Médio?

As principais mudanças do novo Ensino Médio são o aumento da carga horária dos estudantes, a adoção de uma base comum curricular e os itinerários formativos.

Carga horária

Com o novo sistema, a carga horária será ampliada de 2.400 horas para 3.000 horas. Desse total, 1.800 horas serão usadas para as aprendizagens comuns e obrigatórias estabelecidas pela BNCC, e as outras 1.200 horas serão destinadas ao itinerário formativo.

Base Nacional Comum Curricular

Organizada por 4 áreas de conhecimento: Matemática e suas tecnologias, Linguagens e suas tecnologias e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas e Ciências da Natureza e suas tecnologias, sendo português e matemática e inglês as únicas disciplinas obrigatórias nos 3 anos.

Cabe ressaltar que a BNCC não exclui as disciplinas, mas disponibiliza esses conhecimentos de forma diferenciada. Isso significa que, obrigatoriamente, os currículos de todas as escolas devem incluir o ensino de habilidades e competências relacionadas à Língua Portuguesa, Matemática, Geografia, História, Física, Química, Biologia, Artes, Educação Física, Sociologia, Filosofia e Inglês, tendo o estudante 1.800 horas para concluir esse percurso.

Itinerário formativo

A proposta é que o estudante escolha, de forma consciente e responsável, um percurso de aprendizado que dialogue com seus interesses e projeto de vida. Constituídos por um conjunto de componentes curriculares eletivos, oficinas, projetos, e outras situações de aprendizado, esses itinerários oferecem ao estudante do novo Ensino Médio a possibilidade de um estudo aprofundado em uma ou mais áreas de conhecimento, ou ainda a formação técnica e profissional.

Para auxiliar os estudantes nessa decisão, o novo Ensino Médio torna obrigatório que as escolas criem espaços e tempo de diálogo com os estudantes para que eles possam avaliar seus interesses, conhecer cada uma das possibilidades e, a partir daí, desenvolver seu projeto de vida.

Cabe ressaltar que as redes de ensino terão autonomia para definir, de acordo com a realidade local, quais itinerários formativos vão ofertar. Caso disponibilizem a formação técnica e profissional, ao final dos 3 anos, deverão certificar os estudantes tanto no Ensino Médio quanto no curso técnico ou nos cursos profissionalizantes realizados.

Vale lembrar! Por meio do programa Escola da Cidadania Ativa, o Politize! apoia as secretarias estaduais de educação no desenvolvimento de uma Trilha de aprofundamento base de 900 h e de componentes curriculares eletivos alinhados a BNCC, levando a pauta da cidadania ativa para o Ensino Médio.

Para conhecer mais sobre o programa, clique aqui!

Conseguiu compreender o que muda com o Novo Ensino Médio? Deixe a sua opinião nos comentários.

2 comentários

  1. maria clara em 29 de julho de 2021 às 5:32 pm

    achei o conteúdo uma merda
    faltou mencionar o quanto irá foder a educação, inclusive a sua disciplina de Geografia, lahis

    abcs

  2. Fernanda em 2 de setembro de 2021 às 3:22 pm

    Texto foi muito explicativo!

Deixe um Comentário








Enter Captcha Here :