Navegue por categria

Comícios na campanha eleitoral: Saiba tudo sobre eles!

Publicado em:
Compartilhe este conteúdo!
Comícios na campanha eleitoral. Imagem: Freepik.
Comícios na campanha eleitoral. Imagem: Freepik.

Com certeza você já ouviu alguma história sobre comícios. O comício é o evento em que mais pode aproximar o povo das eleições, sejam municipais, estaduais ou federais, constituindo um eixo importante para a propaganda eleitoral. Mas caso você tenha dúvidas sobre seu funcionamento, aqui você saberá tudo sobre eles!

Em anos de eleições, como 2022, os políticos vão aparecer e os comícios estarão lá, reunindo o povo. Sendo assim, nosso objetivo é te ajudar a entender melhor esses eventos, levar a você o conhecimento político para que saiba o que acontece nesses espaços. Assim, que possa fazer a democracia acontecer com sabedoria.

Para isso, passaremos por suas origens, características e legislação, além de trazer um caso histórico interessante para ilustrar. Para sabermos do que se trata um comício eleitoral, precisamos buscar informações verdadeiras, dessa forma queremos preparar você da melhor maneira para as Eleições de 2022.

Separamos alguns tópicos para você saber tudo sobre os Comícios! Vem com a gente.

Leia também: Quais são as democracias mais antigas do mundo?

Veja também nosso infográfico sobre o calendário eleitoral de 2024!

Acesso nosso infográfico completo no nosso Pinterest!

Como surgiram os comícios?

Quando pensamos na história da democracia, a Grécia sempre vem a mente. Em outro texto, já te contamos como funcionava a Ágora, praça de Atenas utilizada pelos gregos para exercer sua Democracia por lá. Mas avançando um pouco no tempo, os Romanos, que herdaram partes dos costumes dos gregos, se reuniam para resolver questões jurídicas, legislativas e religiosas por meio de discussões e votações nos chamados Comitium, termo em latim que se origina a palavra comício.

comício | s. m.

co·mí·ci·o

(latim comitium, -ii, lugar onde os romanos se reuniam em assembleia popular)

É facilmente perceptível que os mais ricos dominavam as votações nas Assembleias dos Comitium romanos, mas, mesmo bastante injustas, elas possuíam atribuições legislativas, judiciárias e discussões eleitorais que resultavam nas eleições dos magistrados maiores de Roma. Ou seja, um espaço do início da democracia.

Veja também nosso vídeo sobre o que é democracia!

No Brasil

Os comícios durante a história tornam-se muito populares nas eleições brasileiras. Um contraste ocorre entre os comícios das regiões do interior do Brasil, políticos importantes passam a utilizar de pequenos povoados para medir sua importância e apoio no local. O comício passa a colocar o povo no centro, oferecendo do bom e do melhor, cerveja e refrigerante grátis, além da comida, como muito comum no Sul do Brasil, o churrasco.

Comida e bebida patrocinada, chama amigo, chama vizinho, elogiam o “bondoso” político. Cada ano que passa, o cidadão torna o comício parte da sua agenda e sente o interesse de fazer da política mais presente em sua vida. O candidato visitante do local utiliza dessas ferramentas para atingir o fim desejado: o voto. Pois, tem a consciência dessa vontade dos cidadãos agirem politicamente. Podemos lembrar de Aristóteles que diz “O homem é um animal político” é exatamente nessa ideia que pensa o partido político que quer despertar por meio do comício a vontade do cidadão participar da política eleitoral.

A conquista do amor, da confiança e da memória daquele cidadão pela “festa da democracia” torna o partido político bem visto, porque a política passa a ser feita do afeto. Nas cidades grandes, a estratégia deve ser muito mais trabalhada, mas não deixa de acontecer. O povo se envolve em uma estratégia partidária quando menos espera.

Veja também nosso vídeo sobre o calendário eleitoral!

Características

São os comícios que sinalizam o início do tempo da política. Sempre reúnem um grupo a favor de uma causa. Há um grande trabalho de organização que envolve muitas pessoas para que o evento de ideias políticas aconteça. Cabos eleitorais e militantes partidários dividem as suas funções para convocar a população a comparecer, envolvem-se em distribuição de material impresso, carros de som e participação em programas de rádio.

Um organizado comício sem candidatos no palanque, é inconcebível. A ideia central é que os políticos estejam colocados juntamente com outros indivíduos que sejam referência social na cidade. O diretório partidário convida líderes religiosos, médicos e prefeitos da região para prestigiar o partido que se coloca à disposição da sociedade.

Leia também: Discurso político: do palanque às redes sociais

Dessa forma, um comício se difere de uma reunião. Ao decorrer do evento, apenas as pessoas referenciadas são convocadas a falar para o público, enquanto o povo que não está no palanque apenas ouve, bate palmas ou manifesta frases em coro de apoio, não sendo comum ter espaço para discutir ideias naquele momento. Já em uma reunião, o inverso ocorre, o candidato é que ouve as expressões do povo, em uma reunião há diálogo, em um comício há um cronograma de vozes hierarquizadas para seguir.

Um comício que decidiu os rumos da História

Os grandes comícios dos centros urbanos se tornaram muito comuns em cada eleição desde 1989, após a redemocratização marcando a democracia do Brasil até os dias atuais. Antes mesmo do movimento das diretas já!, um comício marca a história brasileira em 1964. O presidente da época, João Goulart decide promover no Rio de Janeiro o chamado Comício da Central do Brasil, em busca do povo para lhe dar o apoio para a realização das reformas de desapropriação de terras e de nacionalização das refinarias particulares de petróleo, já que o Congresso não estava o apoiando.

O comício ocorre, reunindo cerca de 300 mil pessoas entre trabalhadores, membros de sindicatos, partidos políticos e delegações de mulheres, Jango no fervor da multidão anuncia que as reformas seriam feitas.

Esse momento da história brasileira serve para percepção de como comícios podem transformar a realidade histórica. Logo o comício da Central do Brasil causou reação da oposição. A oposição dias depois organizou a Marcha com Deus pela Liberdade anunciando o Golpe Empresarial-Militar que estava por vir. Podemos perceber que os comícios, por ser uma forma de manifestação entre político e o povo que o apoia, causa o descontentamento de grupos que não respeitam o direito democrático da realização de comícios das diversas ideologias.

Leia também: Ditadura Militar no Brasil

A Lei e os comícios hoje

Os comícios aparecem cada vez mais como um símbolo do poder democrático, continuam sendo a forte fonte de movimentação da política brasileira no século XXI. Ainda, a internet não conseguiu substituir totalmente a importância de um comício.

Conforme o Calendário Eleitoral de 2022, está permitida a realização de comícios partidários a partir da data de 16 de agosto até 29 de setembro, caso algum partido descumpra o previsto, penalizações de multa serão concedidas. Um exemplo de comício fora de data foi realizado pelo Presidente Jair Bolsonaro no dia 22 de abril de 2022 ao reunir apoiadores e fazer discurso pré-campanha, que pode ser prejudicial ao andamento da democracia brasileira.

Deu para perceber como a existência de comícios é bem importante para a fortificação da democracia, não é? Faz parte do seu compromisso com a Democracia permitir que esses espaços continuem sendo saudáveis e respeitosos para que sejam ocupados por quem desejar participar. A democracia faz bem, e entender para o que serve os comícios faz parte dela!

E aí, conseguiu compreender qual é a importância dos comícios na campanha eleitoral? Qual a sua opinião sobre eles? Deixe nos comentários!

Referências:

GoCache ajuda a servir este conteúdo com mais velocidade e segurança

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este conteúdo!

ASSINE NOSSO BOLETIM SEMANAL

Seus dados estão protegidos de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)

FORTALEÇA A DEMOCRACIA E FIQUE POR DENTRO DE TODOS OS ASSUNTOS SOBRE POLÍTICA!

Conteúdo escrito por:
Amante do conhecimento político, histórico e sociológico, não se percebe mais como ser social sem estar levantando a bandeira do conhecimento. Estudante de Ciências Sociais pela UFFS, Chapecó-SC.

Comícios na campanha eleitoral: Saiba tudo sobre eles!

14 jun. 2024

A Politize! precisa de você. Sua doação será convertida em ações de impacto social positivo para fortalecer a nossa democracia. Seja parte da solução!

Pular para o conteúdo