O cenário político brasileiro foi bastante conturbado no ano de 2015. Não faltaram debates inflamados de temas muito importantes para a sociedade, além de inúmeros episódios relacionados à tensão crescente entre governo e oposição. Aqui faremos uma listagem dos posts que vocês, nossos leitores, mais leram ao longo desses primeiros seis meses de vida do Politize!, um ótimo termômetro para saber os  temas que mais tiveram destaque na política ao longo deste ano.

1) Maioridade penal


A pressão para a redução da maioridade penal no Brasil já vem de longa data. Na verdade, a primeira PEC destinada ao assunto foi apresentada à Câmara em 1993. O que teve de diferente em 2015 para que a proposta fosse aprovada em dois turnos na Câmara? Muitos analistas atribuem à chegada de Eduardo Cunha à presidência da Câmara e a um conjunto de deputados de perfil mais conservador os fatores que deram fôlego a esse e outros projetos polêmicos trazidos à pauta ao longo dessa legislatura.

Confira os posts que o Politize! fez sobre a maioridade penal:

2) Impeachment de Dilma

Mesmo antes de tomar posse para o seu segundo mandato como Presidente da República, Dilma Rousseff já lidava com pressões e acusações de grupos oposicionistas a respeito de supostas irregularidades em sua primeira gestão e em sua campanha de reeleição. Ao longo de 2015, essas pressões cresceram, impulsionadas inclusive por algumas manifestações populares. Foi assim que surgiram as demandas pelo seu impeachment. E logo ganharam força também alguns equívocos sobre como o processo acontece e quais as suas consequências (por exemplo: a frase “se Dilma cair, quem assume é o Aécio” virou bordão nas redes sociais). O Politize! procurou esclarecer e situar o leitor sobre como um eventual impeachment se desenrolaria e quais seriam as suas consequências. Em 2016, esse tema continuará bastante vivo, já que Cunha acatou recentemente um pedido de impeachment, que agora deverá ser analisado por uma Comissão Especial na Câmara.

Veja nossos posts sobre o impeachment:

3) Ajuste fiscal

Para agravar ainda mais as coisas, em 2015 o Brasil entrou com força em um período de crise econômica, com reflexo significativo nas contas públicas. Não foram poucos os sinais negativos sobre a situação da economia brasileira: o governo não conseguiu cumprir o superávit primário e anunciou um forte ajuste fiscal, cortando gastos em áreas importantes e considerando ressuscitar tributos antigos; o dólar disparou a níveis inimagináveis, afetando de uma forma geral a atividade econômica; a inflação subiu para níveis não registrados em mais de 10 anos; agências de classificação de risco rebaixaram o grau de investimento do Brasil, piorando ainda mais a os níveis de investimento do país; e o PIB deve retrair fortemente. A crise econômica e a crise política se retroalimentam, criando uma espiral negativa para o país. Não há indicativos de melhora dessa situação para 2016.

Abaixo os posts do Politize! sobre o ajuste fiscal e a economia:

4) Cassação de Eduardo Cunha

Em 2015, assistimos a uma série de acontecimentos polêmicos que tiveram alguma interferência do Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Já comentamos sobre a votação da proposta de redução da maioridade penal. Mas Cunha também teve relação com a votação de outras pautas polêmicas, como o projeto de lei sobre a terceirização, o projeto apelidado de PL do Estupro, a aprovação em comissão da Câmara do Estatuto da Família e a tentativa de incluir na Constituição o financiamento privado de campanha. Foi ele também que deu o aceite para o início do processo de impeachment de Dilma, já no mês de dezembro.

Enquanto tantas polêmicas aconteciam, Cunha enfrentava acusações graves, inclusive respaldadas com provas, de que é titular de contas secretas na Suíça. Isso levou alguns partidos a entrarem com um pedido de cassação do parlamentar no Conselho de Ética da Câmara. Até agora, não se sabe se o processo será aberto ou arquivado. Várias sessões do Conselho que definiriam essa questão foram adiadas. Mais um tema para ficar de olho em 2016.

Listamos alguns posts sobre o Presidente da Câmara e seu processo de cassação:

5) Gênero

Foi um ano inflamado no que diz respeito à discussão sobre os papéis de gênero na sociedade brasileira. Nas redes sociais, campanhas foram feitas para denunciar os assédios que as mulheres sofrem em seu dia a dia, com destaque para as hashtags #meuprimeiroassédio e a #meuamigosecreto, que chamaram muita atenção. Na Câmara, o chamado PL do Estupro deu origem a manifestações de milhares de mulheres Brasil afora, que o entendem como uma afronta aos direitos das mulheres.

O tema foi ainda mais comentado quando o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) escolheu como tema de redação a persistência da violência contra a mulher no Brasil.

O Politize fez alguns posts relacionados a essas questões. Veja:

6) Corrupção

delação premiada

Como não poderia deixar de ser, em 2015 se falou muito sobre corrupção. Foram várias as denúncias que afetaram tanto o governo, quanto a oposição. Quem não ouvir falar na Operação Lava-Jato ou na Operação Zelotes? Também foi por corrupção que Cunha agora enfrenta um processo de cassação e é uma parte dos motivos por que Dilma enfrenta o processo de impeachment. Os frequentes escândalos apenas abalaram ainda mais a confiança dos brasileiros em seus representantes.

Veja aqui nossos posts sobre a corrupção:

7) Reforma política

Talvez você já tenha esquecido, mas o início do ano foi marcado pela discussão de várias propostas que mudariam os eleitoral e político-partidário do Brasil. Os principais pontos de discussão foram o financiamento de campanhas eleitorais (privado, público, ou misturas de um e outro com regras) e o sistema de votação (proporcional, majoritário, distrital, em lista fechada, etc). Mas também houve considerações sobre a reeleição, regras de fidelidade partidária, representação feminina e a volta do voto impresso.

A impressão geral é que a reforma política decepcionou, apesar de que algumas grandes decisões foram tomadas, como a proibição das doações empresariais para campanhas.

Você pode conferir aqui uma trilha de conteúdos exclusiva sobre a reforma política!

8) Crise de refugiados e terrorismo: instabilidade internacional

segurança internacional

Completando a nossa lista, cabe ainda mencionar os impactantes eventos no cenário internacional. O Brasil, infelizmente, se retraiu bastante na política externa, por conta dos inúmeros problemas domésticos. Mas 2015 foi o ano de testemunhar vários episódios que, de uma forma ou de outra, afetam as nossas vidas também. Houve o agravamento da crise humanitária na Síria, que tem levado contingentes enormes de pessoas a se refugiar na Europa; o crescimento do grupo terrorista autodenominado Estado Islâmico, que teve ligação com ataques em Paris, na Califórnia e em vários outros lugares no mundo; a escalada da tensão entre grandes potências, que não se acertam em termos de prioridades e estratégias na Síria; e a preocupação com temas ambientais, em especial a piora do aquecimento global, discutido extensamente na COP 21, realizada em Paris.

Abaixo você pode acessar alguns dos posts do Politize! sobre política internacional:

E com este texto, o Politize! encerra suas atividades em 2015. Foram mais de 120 conteúdos em seis meses de atividades. Queremos agradecer muito a você que nos acompanhou ao longo desta jornada e que, esperamos, tenha aprendido muitas coisa novas sobre a política brasileira. Mas prepare-se, porque 2016 é ano de eleições e teremos muita coisa a mostrar. Estaremos preparados para ajudar você a entender sobre tudo o que acontece na política brasileira. Aguarde porque o Politize! voltará com força total!

paulo-noel-politize-2015-2016

Deixe um Comentário